ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Popó vence luta contra Bambam por nocaute em apenas 36 segundos

Pássaros silvestres e jabutis são resgatados dentro de ônibus em Vitória da Conquista

Atividade física previne declínio mental

Brumado: PM prende quatro pessoas e recupera 19 celulares furtados no circuito do Carnaval

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Após polêmica, Lula volta a chamar guerra em Gaza de genocídio e critica interpretação dada à sua fala

Metade da população não tem acesso a rede de esgoto na Bahia

Cerca de três mil pessoas ficam isoladas após rompimento de barragem na Bahia

Idoso sofre infarto e morre após bater carro contra árvore na BR-030, próximo a Brumado

Mais um veículo é recuperado pela RotSat

Três pessoas são presas por facilitar a fuga dos dois fugitivos do presídio federal de Mossoró

Com 88% da matriz elétrica limpa, Brasil já é líder da transição energética no mundo

Fibromialgia - especialista esclarece o que você precisa saber para diagnóstico precoce

Guilherme Bonfim celebra alta expectativa de público para o Carnaval de Brumado

Serasa atinge 1 milhão de acessos em ofertas do programa Desenrola Brasil

Homem é condenado a 18 anos de prisão por morte de empresária em Barra do Choça

Vítimas do acidente com ônibus na região de Itapetinga foram identificadas

Professor é preso no interior baiano acusado de importunação sexual contra alunas em Amargosa

Padrasto é preso suspeito de estuprar e engravidar enteada em Porto Seguro

Jovem é presa suspeita de queimar o rosto da própria mãe com água quente na Bahia


Secretário de Saúde critica liminar de juiz que libera festas em Porto Seguro

Foto: Divulgação

O secretário de Saúde da Bahia, Fábio Villas Boas, classificou como “esdrúxula” a decisão liminar do juiz Rogério Barbosa, que derrubou decisão do governo do estado de proibir shows e festas de réveillon em Porto Seguro, nesta terça-feira, (29). Villas Boas ressaltou que agentes da Saúde e da Polícia Militar estão em Caraíva, principal foco de festas privadas no município, fazendo ações preventivas e de orientação. Ele reforçou que se caso persistir o descumprimento das medidas impostas pelo estado em toda Bahia, medidas mais duras poderão ser adotadas, a exemplo de uma lei seca em via pública. “Estamos trabalhando ativamente com a PM, fazendo rondas durante o dia e à noite. As pessoas que estiverem descumprindo os decretos serão detidas e levadas à delegacia. Estamos discutindo a possibilidade de uma medida de lei seca, proibindo as pessoas de consumirem álcool em via pública; será feita se percebermos que a população está refratária às ações da polícia. Os estabelecimentos estão sendo notificado, o fornecimento de bebidas com musica ao vivo não poderá acontecer, quem descumprir será autuado e poderá ter seu alvará cassado definitivamente”, destacou o secretário de Saúde do estado.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário