ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumadenses são presos em Goiás por roubo de carga avaliada em R$ 180 mil

Brumado vacina contra a Covid nesta segunda-feira, pessoas de 12 a 17 anos com comorbidades

Bombeiros continuam em combate a incêndios na Bahia

Brumado: Mulher fica ferida após acidente entre carro e moto no bairro Santa Tereza

Vítima de câncer, morre ator Luis Gustavo aos 87 anos

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Vacina da Pfizer não foi causa provável de morte de adolescente, diz governo de SP

Brumado: Tentativa de homicídio é registrada na Vila Presidente Vargas

Nove cidades sofrem com focos de incêndio na Bahia

Em vista a Paratinga, presidente da Câmara de Brumado conhece Associações e projetos importantes

CIB recomenda retomada imediata da vacinação de adolescentes na Bahia

Brumado: Denúncia contra vereador 'Nem' pede cassação do seu mandato na Câmara

Bahia: Estado tem mais de 1,5 milhão de títulos eleitorais cancelados

Setembro Amarelo - um simples abraço pode salvar uma vida

Brumado: Cabeceira de ponte que liga Centro ao bairro São Felix, cede e preocupa motoristas

Especialistas consideram remota possibilidade de tsunami atingir a costa da Bahia

Brumado: AUCIB convoca associados para assembléia de eleição da nova diretoria


MG: Mãe é presa por tortura após ser filmada agredindo filha de sete anos com fios

Foto: Reprodução l Vídeo

Uma mulher de 25 anos foi presa após ser filmada agredindo a filha, de 7 anos, com um fio de extensão em Montes Claros, no Norte de Minas. As imagens foram feitas pelo ex-marido dela que também foi preso. Segundo o site G1, no vídeo, a mulher aparece bastante agressiva e questiona a filha sobre algo que ela teria pegado sem a permissão dela. A criança se recusa a responder e é agredida com os fios e com tapas. Segundo a Polícia, a mulher se referia a camisinhas que a filha encontrou na casa e usou para brincar. A defesa da mulher disse que as agressões foram incitadas pelo ex-companheiro da mulher. De acordo com a PM, o vídeo foi gravado na segunda-feira dia 13 de novembro, e o homem usou as imagens para pressionar a mulher a reatar o relacionamento. Os dois se divorciaram há um ano e a Justiça expediu uma medida protetiva que o impedia de se aproximar da ex. De acordo com a PM, os dois foram presos em flagrante e a menina foi encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML) para exame de corpo delito, e depois ficou sob a responsabilidade de um tia. A Polícia Civil instaurou um inquérito para investigar o caso e a delegada, Mônica Paiva, informou que o homem foi autuado por tentativa de extorsão e a mulher por tortura. A advogada da mãe da criança esclareceu que as agressões foram incitadas pelo ex-companheiro da mulher. “Ele já estava fazendo perturbação psicológica com ela e ao perceber que estava corrigindo a criança, passou a incitar as agressões. Ele fez isso para usar as imagens com o intuito de chantageá-la para que eles reatassem o relacionamento ”, explicou a advogada, Edna Maria Oliveira Gomes ao G1.

 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário