ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Governo do Estado anuncia licitação para gestão de presídio de Brumado

Brumado: Promotoria de Justiça acompanha atividades da Secretaria de Educação

25 de novembro: Dia Internacional da não violência contra a mulher

Novo vírus letal surgido na Bolívia pode ser confundido com a dengue

Governo libera R$ 409 milhões para projetos de tecnologias da internet

Major Leila é nomeada comandante da 2ª CIPRv de Brumado

Casal é preso por estuprar as filhas em Itaberaba

Brumado: 237 pacientes estão em tratamento do novo coronavírus

Quadro de especialistas da Clínica Mais Vida é ampliado passando a oferecer mais um cardiologista e ecografista

Partido pede expulsão de vereador eleito por infidelidade partidária

Apresentador Fernando Vannucci morre aos 69 anos

Abrace essa Causa: ‘Projeto O Bom Samaritano’ ajudando quem mais precisa em Brumado

Polícia Civil deflagra operação contra homens e um adolescente que estupraram uma criança de 10 anos em Carinhanha

Nota Fiscal Eletrônica já está presente em 417 municípios da Bahia; já são 70 mil emissores

Auxílio Emergencial: 'Não haverá prorrogação', afirma ministro da economia

Pai de Zezé di Camargo e Luciano morre aos 84 anos

Foguete chinês é visto no céu da Bahia e chama atenção de moradores

Saiba os cuidados em possíveis fraudes no dia da 'Black Friday'

Conquista: PRF apreende pistolas, fuzis e carregadores na BR-116

Brumado confirma a 38ª morte em decorrência da Covid-19


Brumado: Moradores cobram redutores de velocidade em avenida do bairro Olhos D'água

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Condutores pouco respeitam a sinalização da Avenida Horácio José dos Santos, no bairro Olhos D'água, em Brumado, local onde aconteceu um grave acidente com uma criança, no último domingo(15), quando em um movimento político, um motociclista atropelou o pai e um garotinho de 4 anos. Os moradores da região, por sua vez, cobram medidas contra o excesso de velocidade, e pedem a intalação de redutores na via. "O pessoal não respeita a velocidade, nós temos muitas crianças que moram aqui. Essa avenida liga o bairro à outro, então o movimento aqui é intenso", comentou Rosilma Trindade, sobre o movimento no local, que também não tem placas de sinalização indicando o limite de velocidade, ela ressaltou que o excesso de velocidade na avenida dificulta que crianças possam atravessá-la. "O pessoal abusa muito e não respeita [a sinalização], principalmente moto". Outra moradora, que não quis se identificar, disse que no fim de semana a situação fica ainda pior. Mesmo apontando problemas, como a falta do equipamento e sinalização, quem mora na região aponta soluções que vão das passagens de pedestres elevadas a instalação de lombadas. "Assim, as pessoas vem reduzindo antes", disse Gabriel Lima, morador do local.

 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário