ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Mãe tenta vender filho por R$ 400 e foge do hospital após parto

Brumado: Homem é preso após matar companheiro da ex-namorada com golpes de faca no bairro do Mercado

Planejamento das Eleições Gerais 2022 é debatido na sede do TRE-BA

Barra da Estiva: PM apreende seis carros com suspeita de serem clonados

CGU aponta R$ 2,6 bi em desvios do Farmácia Popular

Eleições no Clube Social de Brumado: Chapa 2 quer renovação e inclusão das mulheres na gestão

Estados dizem que cumpriram lei e vão recorrer no STF sobre ICMS no diesel

Em mais uma decisão, justiça suspende licitação que pretendia privatizar serviços de água e esgoto em Brumado

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Neste domingo (15) haverá o fenômeno 'Lua de Sangue' triplamente especial

Sabadão! Tudo pronto para a festa 'Apaixona Brumado' no espaço Popeye Prime

STF suspende políticas estaduais sobre o ICMS do diesel a pedido do Governo Federal

Anvisa e Butantan se reúnem para tratar da CoronaVac para crianças

Idosa que passou 72 anos em situação análoga à escravidão é resgatada no rio no Rio

TSE conclui etapa de testes nas urnas eletrônicas sem encontrar falhas

PC desmonta quadrilha que roubou R$ 820 mil em joias e celulares no Oeste da Bahia

Veja os mais de 40 episódios do Tema Livre Podcast no nosso canal no Youtube

Cliente é indenizado em R$ 40 mil após ser chamado de 'Gaylileu' em cadastro de farmácia


Aracatu: Candidatos à prefeitura decidem suspender atos de campanha presenciais

Foto: Reprodução l Rede Social

Em reunião realizada na última terça-feira (27), representantes dos dois candidatos à prefeitura de Aracatu, Valvinha (PSD) e Braulina (Republicanos), decidiram, sob a coordenação do promotor de Justiça da 90ª Zona Eleitoral, Millen Castro Medeiros de Moura, pela suspensão de todo e qualquer ato de campanha ou propaganda política presencial, como comícios, passeatas, reuniões públicas, carreatas e caminhadas. A medida leva em conta a dificuldade de partidos, candidatos e coligações garantirem o limite de 100 pessoas nos eventos, conforme estabelecido nas recomendações sanitárias do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) e da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), a fim de conter a proliferação do novo coronavírus. Na reunião, os presentes reconheceram a inviabilidade de se cumprir as resoluções sanitárias e concordaram, por unanimidade, por fazer cessar os atos de campanha que envolvam fogos de artifício e o emprego de paredão de som. “Tal deliberação espontânea decorre da autonomia das agremiações partidárias, que optaram por não mais fazer uso do seu direito à propaganda em locais públicos, em prol da preservação da saúde para evitar a disseminação do coronavírus”, contou o promotor. “O seu descumprimento somente poderá gerar ônus políticos diante da população, a quem deverá satisfação pelo compromisso assumido, não havendo sanção legal, uma vez que a legislação eleitoral não a estabelece, a não ser que haja determinação judicial, o que não houve neste caso”, comentou Millen. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário