ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Atletas de Caetité conquistam quatro medalhas no Campeonato Mundial de Jiu-jitsu em São Paulo

Corpo em estado avançado de decomposição é encontrado na zona rural de Malhada de Pedras

Corpo de advogado desaparecido é encontrado na zona rural de Caculé

Gabinete de Segurança Institucional autoriza avanço de projetos de exploração de ouro na Amazônia

Morre Mila Moreira, 72, uma das primeiras modelos a se tornar atriz no Brasil

Encanador acha milhões em parede de igreja no Texas

'Entre o Carnaval e a vida dos baianos, eu fico com a vida e saúde dos baianos' diz Rui Costa

Vereadora Verimar do Sindicato, em audiência com o secretário da SERIN, discute proposta para asfalto que liga Brumado ao Distrito de Terra Vermelha

Os melhores aromatizantes para ambientes você encontra na Império Utilidades

Brasil: 75% das famílias têm dívidas, aponta Mapa do endividamento

Tem novidade na Gel Sol, sua representante Intelbras na Bahia

Brumado: Vida saudável é na Bete Fruits, venha conferir

Ministério da Saúde oferece mais de 21 mil vagas para Médicos pelo Brasil

Conheça o kit 'Barriga Tanquinho' de Marcelo Esportes

Judiciário da Bahia inaugura varas em duas cidades baianas

Pax Nacional fecha parceria com Fisioterapeuta e Quiropraxista; e tem descontos para associados

Novas regras da Tarifa Social devem beneficiar mais de 11 milhões de pessoas

Polícia extermina plantação com mais de 18 mil pés de maconha em Curaçá

RotSat: Conheça o nosso site com 'Menu' de acesso rápido

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado


PF cumpre mandados em Rio de Contas e Livramento de Nossa Senhora na Operação 'Work Out'

Foto: Divulgação l PF

Na manhã desta terça-feira (29), a Polícia Federal (PF) cumpriu mandados de prisão, busca e apreensão durante a Operação "Work Out" para desarticular uma organização criminosa acusada de fabricar medicamentos proibidos com ramificações em dois municípios de Rio de Contas e Livramento de Nossa Senhora. Foram 14 mandados de prisão preventiva e 31 mandados de busca e apreensão em Uberlândia, Ituiutaba, Araxá e Belo Horizonte, em Minas Gerais, além de São Paulo e Cajamar, no estado de São Paulo. A sede dos suspeitos ficava em Uberlândia, os policiais interditaram um laboratório clandestino, onde equipamentos e cápsulas foram apreendidas. De acordo com a PF, as investigações que iniciaram há seis meses identificaram que o grupo fabricava o medicamento falso dizendo que o produto era 100% fitoterápico e prometia resultados milagrosos na perda de peso. Mas a manipulação era realizada em laboratórios clandestinos, sem obedecerem a protocolos sanitários, com a produção de fórmulas de sibutramina (anorexígeno) e fluoxetina (antidepressivo e ansiolítico), por exemplo. Os envolvidos no esquema criminoso vão responder por ocultação de bens em nome de terceiros, em ação de lavagem de capitais. Estima-se que entre fazendas e automóveis de luxo, o sequestro de bens é avaliado em mais de R$ 10 milhões.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário