ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Petrobras põe direitos de potássio na Amazônia à venda

MP autoriza exploração de minérios nucleares por setor privado

Psicóloga atende na Pax Nacional; agende já sua consulta

Petrobras reduz preços de venda de gasolina para as distribuidoras a partir desta terça-feira (16)

Brumado: Vitimas do grave acidente na BR-030 foram identificadas

FGTS vai distribuir R$ 13,2 bilhões em lucro aos trabalhadores

Chegou em Brumado, Auto Diesel: O melhor preço da Bahia!

Brumado: Dois jovens morrem na BR-030 após moto ser atingida por carro

Pai tenta matar o próprio filho com golpe de faca em Tanque Novo

Brumado: Professora de matemática do IFBA sofre AVC e morre cinco dias depois

RotSat: Rastreamento de veículos ou de sua frota!

Eleitor tem até quinta-feira (18) para pedir voto em trânsito

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 27 milhões

Universidades Estaduais Baianas apoiaram Carta Aberta à Democracia

Brumado: Duas mulheres ficam feridas em acidente na BA-148

Deputados e senadores querem aumentar os seus salários para R$ 36,8 mil


Dr. Anderson Abreu faz um alerta sobre o Câncer de Boca!

Foto: Divulgação

O Câncer de Boca, tecnicamente chamado de Câncer de Cavidade Oral, é o câncer que afeta lábios e o interior desta cavidade (compreendendo gengiva, assoalho, língua, palato duro) até a transição palato duro / palato mole e o V lingual. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), corresponde ao 5º câncer mais comum em homens (5,2%, com 11.200 novos casos neste ano) e a 1,7% dos cânceres em mulheres.

Os principais sinais que devem ser observados como alerta são:

- Lesões na cavidade oral ou nos lábios que não cicatrizam por mais de 15 dias;

- Manchas/placas vermelhas ou esbranquiçadas em língua, gengivas, palato (céu da boca), mucosa jugal (bochecha);

- Nódulos no pescoço (as famosas “ínguas”;

- Dificuldades para deglutir.

Os principais fatores de risco são:

- Tabagismo:

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que cerca de 90% dos pacientes diagnosticados com câncer de boca são ou foram tabagistas;

- Etilismo: O consumo regular de bebidas alcoólicas potencializa o efeito do cigarro;

- Radiação solar: A exposição ao sol sem proteção aumenta o risco para lesões de lábio, principalmente o lábio inferior;

- Próteses dentárias mal adaptadas: Feridas crônicas decorrentes da má adaptação podem induzir câncer oral.

O diagnóstico precoce eleva muito as chances de cura para este câncer, onde comumente o tratamento é CIRÚRGICO! Caso apresente alguma lesão suspeita na boca, procure seu médico otorrinolaringologista Dr. Anderson Abreu. A prevenção é a melhor forma de cuidar da sua saúde! Para maiores informações, ligue: (77) 3441-4545 / (77) 9.9951-4755 (77) 3441-4500 / (77) 9.9989-6868.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário