ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Petrobras põe direitos de potássio na Amazônia à venda

MP autoriza exploração de minérios nucleares por setor privado

Psicóloga atende na Pax Nacional; agende já sua consulta

Petrobras reduz preços de venda de gasolina para as distribuidoras a partir desta terça-feira (16)

Brumado: Vitimas do grave acidente na BR-030 foram identificadas

FGTS vai distribuir R$ 13,2 bilhões em lucro aos trabalhadores

Chegou em Brumado, Auto Diesel: O melhor preço da Bahia!

Brumado: Dois jovens morrem na BR-030 após moto ser atingida por carro

Pai tenta matar o próprio filho com golpe de faca em Tanque Novo

Brumado: Professora de matemática do IFBA sofre AVC e morre cinco dias depois

RotSat: Rastreamento de veículos ou de sua frota!

Eleitor tem até quinta-feira (18) para pedir voto em trânsito

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 27 milhões

Universidades Estaduais Baianas apoiaram Carta Aberta à Democracia

Brumado: Duas mulheres ficam feridas em acidente na BA-148

Deputados e senadores querem aumentar os seus salários para R$ 36,8 mil


Região de Brumado registra 'seca fraca' nos meses de maio e junho, segundo dados da ANA

Foto: Luciano Santos l 97News

Enquanto que 75,78% do Estado registrou-se no mês de junho deste ano, uma escassez de chuva, e chegando a 80,97% em maio, segundo dados da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA). Ao contrário de outras cidades da Bahia, a região de Brumado registrou um período de "Seca Fraca", é o que  mostra o mapa "Monitor da Seca" elaborado pela ANA. Dividido por cores, o mapa mostra as localidades que receberam uma quantidade maior ou menor de chuvas. A cor branca representa a região que recebeu uma quantidade considerável de chuva. O amarelo indica seca fraca; a cor mostarda indica seca moderada; o marrom seca grave; o vermelho seca extrema e o marrom escuro, seca excepcional. Nesse contexto, comparando os dois meses citados, a cidade de Brumado registrou a situação de 'Seca Fraca'. No entanto, segundo os dados da ANA, na Bahia, é o menor percentual desde agosto de 2015, quando 61,7% de sua área sofria com a escassez de chuva. 

Foto: Divulgação

O estudo também avalia a intensidade do problema. A severidade da falta de chuvas também diminuiu com o recuo da área com seca moderada, que caiu de 31,01% para 17,94% entre maio e junho. A seca grave e a seca fraca estão presentes em 3,71% e 54,13% do estado, respectivamente. Os acumulados de chuvas em junho na Bahia variaram entre valores abaixo de 10 mm, na porção centro-oeste, e valores em torno de 250 mm no litoral. Tal condição, somada à uma melhora nos indicadores de curto e longo prazo, favoreceu a uma redução da intensidade da seca - de moderada para fraca - em grande parte do centro-sul do estado. Também houve uma pequena expansão da área sem seca em parte do setor nordeste e, ainda. No extremo norte, na divisa com o Piauí, ainda prevalece o núcleo de seca grave. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário