ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Bahia: Homem é detido ao ir cumprimentar amigos em bar após testar positivo para Covid-19

Bares e restaurantes de Livramento de Nossa Senhora e Rio de Contas registram aglomerações

Ótica Stéfany, armação com preço único

Acelerador de partículas do Brasil produz a primeira imagem do novo coronavírus

Bahia chegou a 105 mil casos e 2.483 mortes por coronavírus no domingo

Comunicado Pax Nacional

PSOL entra com queixa crime contra Bolsonaro por atuação na pandemia

Covid-19: Brasil registra mais de 24 mil novos casos em 24h; óbitos superam 72 mil

RotSat: Rastreamento de veículos ou de sua frota!

Brumado registra 263 casos da Covid-19 e 209 pacientes curados; dois estão hospitalizado

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Caminhão tomba em ribanceira e deixa feridos em Conquista

Brumado: Irregularidades em Licitação pode ser um dos motivos de impeachment do Prefeito

Polícia desarticula quadrilha de receptação de caminhões furtados em Guanambi

Brumado: Em patrulhamento pelo bairro Dr. Juracy, Polícia apreende drogas


Bahia encerra mais de 17 mil postos de trabalho durante o mês de maio

Foto: Luciano Santos l 97News

Em maio de 2020, o estado ocupou a última posição em relação à geração de postos dentre os estados nordestinos e a 21ª dentre os estados brasileiros. Com a pandemia, a exceção do Acre, todos os estados fecharam postos. No Nordeste, a Bahia foi acompanhada pelo Ceará (-9.476 postos), Pernambuco (-6.952 postos), Sergipe (-3.410 postos), Paraíba (-3.405 postos), Piauí (-3.359 postos), Rio Grande do Norte (-3.027 postos), Alagoas (-2.372 postos) e Maranhão (-1.238 postos). Com exceção dos Serviços domésticos, que não registrou saldo, e da Administração pública, que totalizou saldo positivo de 1.305 postos, todos os outros segmentos contabilizaram saldos negativos no mês de maio de 2020: indústria geral (-4.834 postos), Comércio (-4.176 postos), alojamento e alimentação (-3.796 postos), Informação, comunicação e outras atividades (-2.159 postos), construção (-1.703 postos), transporte, armazenagem e correio (-1.278 postos), agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura (-206 postos) e outros serviços (-186 postos). De acordo com a SEI, “analisando-se os dados referentes aos saldos de empregos distribuídos no estado em maio de 2020, constata-se perda de emprego na RMS e no interior. De forma mais precisa, na RMS foram fechados 7.435 postos e no interior 9.598 posições celetistas”. Quanto ao saldo de emprego acumulado no ano de 2020, enfatiza-se, novamente, na RMS (-30.613 postos) e no interior (-25.605 postos), o fechamento de postos de trabalho com carteira assinada. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário