ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Ótica Stéfany, armação com preço único

Acelerador de partículas do Brasil produz a primeira imagem do novo coronavírus

Bahia chegou a 105 mil casos e 2.483 mortes por coronavírus no domingo

Comunicado Pax Nacional

PSOL entra com queixa crime contra Bolsonaro por atuação na pandemia

Covid-19: Brasil registra mais de 24 mil novos casos em 24h; óbitos superam 72 mil

RotSat: Rastreamento de veículos ou de sua frota!

Brumado registra 263 casos da Covid-19 e 209 pacientes curados; dois estão hospitalizado

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Caminhão tomba em ribanceira e deixa feridos em Conquista

Brumado: Irregularidades em Licitação pode ser um dos motivos de impeachment do Prefeito

Polícia desarticula quadrilha de receptação de caminhões furtados em Guanambi

Brumado: Em patrulhamento pelo bairro Dr. Juracy, Polícia apreende drogas

LEM: Homem é suspeito de agredir companheira e colocar fogo na casa


Estudo mostra em quais lugares contágio da Covid-19 pode ser maior

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O contágio da Covid-19 pode ser maior em determinados locais, como mostra uma pesquisa realizada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). O levantamento foi realizado em locais públicos de alta circulação da cidade de Belo Horizonte. O método utilizado foi o ‘swab’ (um tipo de cotonete que coleta material em repouso quando friccionado nos locais), semelhante aos testes realizados para detectar a presença do vírus nas pessoas. Nos locais, como pontos de ônibus, corrimãos, entradas de hospitais e bancos de praça foram colhidas 101 amostras e 17 delas continham traços do novo coronavírus. As residências, como estudos já apontavam anteriormente, são os locais mais seguros. “Para se avaliar o risco de um determinado local, levamos em consideração três elementos: o número de pessoas que podem portar a infecção, o nível de aglomeração esperado nos ambientes e a chance de haver pessoas com a infecção no local”, afirmou o infectologista e professor de medicina da UFMG, Matheus Westin. 

Confira locais:

Alto risco: hospitais e transporte público

Médio risco: bancos, elevadores, cinemas e academias

Baixo risco: drogarias, vias públicas, veículo particular e casa.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário