ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

SSP aponta que mais de 400 suspeitos de agredir mulheres foram presos nos primeiros sete meses de 2020

Hospital de Guanambi passa a contar com túnel de desinfecção

Lei Maria da Penha completa 14 anos ampliando medidas de proteção às mulheres

WSouza comemora mais de 2 mil inscritos em canal no Youtube

Carga de maconha avaliada em R$ 12 milhões é apreendida por polícia

Chegou em Brumado a loja que faltava! Império 10

Recuperação econômica global pode ser mais rápida com vacina. diz OMS

Bahia: Policiais civis anunciam paralisação de 24h na próxima terça-feira (11)

Agosto Dourado - a importância do aleitamento materno

Bahia chega a menor índice de ocupação de UTIs desde 25 de maio

Instituto Butantan diz ser possível ter vacina da Covid-19 para registro em outubro

Governador anuncia volta do transporte intermunicipal em algumas cidades da Bahia

'Prefeito de Brumado perdeu a capacidade de ouvir as pessoas', diz Fabrício Abrantes em entrevista à Brasil FM

Cinco pacientes estão internados com Covid-19 em Brumado

Morre aos 73 anos o ator Gésio Amadeu; artista foi diagnosticado com a Covid-19

Em dia de romaria, visitação à gruta de Bom Jesus da Lapa é reduzida

Comércio busca se adaptar para proteger clietes do novo coronavírus em Brumado

Bolsonaro diz que não vai continuar pagando auxílio emergencial por muito tempo

Brumado: 1.068 pacientes tiveram exames descartados e 479 estão curados da Covid-19

Operação integrada desarticula quadrilha de roubo a bancos em Juazeiro


Facebook perde R$ 306,8 bilhões em valor de mercado após saída de patrocinadores

Foto: Reprodução

Após empresas como a Coca-Cola e Unilever anunciarem que irão suspender seus anúncios nas redes sociais, as ações do Facebook, tiveram uma queda de 8,3%, que representa uma perda de US$ 56 bilhões (R$ 306,8 bilhões) do valor de mercado da empresa. Mark Zuckerberg, presidente do Facebook, viu sua riqueza pessoal diminuir em US$ 7,2 bilhões (R$ 39,4 bilhões). A Unilever é dona de várias marcas. Ela se junta a uma lista crescente de companhias que estão boicotando o Facebook para forçar mudanças em relações ao conteúdo publicado nas redes, principalmente para impedir o discurso de ódio. A suspensão nos anúncios é válida até o fim do ano e também afeta o Instagram, outro produto controlado pelo Facebook. Após a pressão dos anunciantes, o Facebook anunciou que começará a marcar postagens com discurso político que violem suas regras e tomará outras medidas para evitar a repressão a eleitores e proteger minorias contra abusos.



Comentários

  • Guilherme Vinicius

    "Esse negócio de marcar postagens que tem cunho de discurso de ódio por conta de relações politicas entre eleitores, só irá funcionar para o lado do conservadorismo ,mas sou a favor de que se for de fato repreender quem prática discurso de ódio terá de ser de forma justa, afinal quando o lado conservador da a sua opinião contra um eleitor opositor, imediatamente o lado conservador é " Esmagado " pelo lado da oposição ,sendo acusado de discurso de ódio e extremista, mas quando se trata de uma opinião do lado da esquerda, cujo objetivo é deixar a coisa " Relaxar " e se sentirem no direito de fazer o que bem entende, ai aqueles que se dizem ( Facebook ) " Contra " o discurso de ódio, são a favor e deixam o circo pegar fogo. Vindo do facebook, eu pago pra ver esta rede social censurar postagens que sejam do lado da esquerda, só jogam pesado com o lado do conservadorismo. Hipócritas ! "

Deixe seu comentário