ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Popó vence luta contra Bambam por nocaute em apenas 36 segundos

Pássaros silvestres e jabutis são resgatados dentro de ônibus em Vitória da Conquista

Atividade física previne declínio mental

Brumado: PM prende quatro pessoas e recupera 19 celulares furtados no circuito do Carnaval

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Após polêmica, Lula volta a chamar guerra em Gaza de genocídio e critica interpretação dada à sua fala

Metade da população não tem acesso a rede de esgoto na Bahia

Cerca de três mil pessoas ficam isoladas após rompimento de barragem na Bahia

Idoso sofre infarto e morre após bater carro contra árvore na BR-030, próximo a Brumado

Mais um veículo é recuperado pela RotSat

Três pessoas são presas por facilitar a fuga dos dois fugitivos do presídio federal de Mossoró

Com 88% da matriz elétrica limpa, Brasil já é líder da transição energética no mundo

Fibromialgia - especialista esclarece o que você precisa saber para diagnóstico precoce

Guilherme Bonfim celebra alta expectativa de público para o Carnaval de Brumado

Serasa atinge 1 milhão de acessos em ofertas do programa Desenrola Brasil

Homem é condenado a 18 anos de prisão por morte de empresária em Barra do Choça

Vítimas do acidente com ônibus na região de Itapetinga foram identificadas

Professor é preso no interior baiano acusado de importunação sexual contra alunas em Amargosa

Padrasto é preso suspeito de estuprar e engravidar enteada em Porto Seguro

Jovem é presa suspeita de queimar o rosto da própria mãe com água quente na Bahia


Em nota, Wagner esclarece bloqueio de bens pela Justiça

Foto: Divulgação

Após ter seus bens declarados indisponíveis na sexta-feira (19) pela Justiça e poder responder a ação no âmbito da Operação Lava Jato que apura a doação ilegal de R$ 3,5 milhões, da Odebrecht, por intermédio da cervejaria Petrópolis, para a campanha eleitoral do Partido dos Trabalhadores de 2014. Decisão esta dada pelo juiz Glauco Dainese de Campos, titular da 7ª Vara da Fazenda Pública de Salvador. O senador Jaques Wagner( PT), através da assessoria de imprensa, lançou uma nota pública no mesmo dia, em que ressalta a surpresa e o seu posicionamento sobre os seus bens que foram bloqueados pela justiça. "Informamos que o senador Jaques Wagner recebeu com surpresa a decisão de bloqueio parcial de valores. Decisão já revista pelo próprio magistrado que, de ofício, determinou o desbloqueio da quase totalidade da quantia em nome do senador", diz a nota. O documento diz ainda que: "Causa estranheza o fato de o processo, que estava mantido sob sigilo, tenha sido divulgado antes de ouvir o maior interessado, que é o senador." Por fim, a nota ainda diz. "De toda forma, a decisão será objeto de recurso e o senador permanecerá, como sempre esteve, à disposição para os esclarecimentos que forem necessários."

 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário