ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado registra o 28º óbito por Covid-19, o novo coronavírus

Amargosa: Novo tremor em distrito assusta moradores na noite de terça-feira (27)

Bete Fruits: Frutas e verduras fresquinhas todos os dias

Taxa de ocupação de leitos de UTI Covid-19 volta a subir e chega a 55% na Bahia

Brumado: Município registra 229 pacientes em tratamento por conta da Covid-19

Polícia Civil localiza 30 integrantes da facções rivais na Bahia em operação

Investimento em educação desafia prefeitos em final de mandato

Governo publica redução de impostos sobre videogames

Petrobras reduz preço do diesel em 4% e da gasolina em 5% a partir de hoje (27)

Sem controle de aglomerações, Bahia pode enfrentar 2ª onda de Covid antes do fim do ano

Brumado registra 36 novos casos de Coronavírus nas últimas 24h

Chuva derruba árvores e causa enxurrada em Brumado; veja o vídeo

Muro de canal do 'Riacho do Bufão' cai após chuva intensa em Brumado

Limite máximo de pessoas permitidas em eventos na Bahia é ampliado de 100 para 200

Campanha eleitoral no Brasil já destinou R$ 12,8 milhões ao Facebook

Brumado: Venha conhecer a loja Império 10

Chapada Dimantina: Homem é preso após ser flagrado com CNH falsa e diz que comprou documento por R$ 3 mil

RotSat: Rastreamento de veículos ou de sua frota!

Saúde Brasil acumula 5,3 milhões de casos e 157 mil mortes por covid-19

Pax Nacional é referência no segmento funerário e se destaca em toda região


Regras para propaganda eleitoral na Internet em 2020 serão rígidas

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

As regras para propaganda eleitoral na Internet em 2020 vão ficando mais claras, na medida em que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) regulamentou alguns pontos. A Lei nº 13.488, de 2017 tras diversas alterações na Lei nº 9.504, de 30 de setembro de 1997, que estabelece normas eleitorais. Dentre as diversas modificações, há uma importante mudança relativa ao uso da Internet para fins de propaganda eleitoral, que promete modificar radicalmente o marketing político na Internet, e em especial nas redes sociais. Ao longo da última década, a Internet vem ganhando cada vez mais importância nas campanhas eleitorais. A cada nova eleição, a Justiça Eleitoral amplia as possibilidades de uso de plataformas online para a divulgação de candidatos, partidos e campanhas. Até mesmo diante da preocupação com a escassez de recursos para campanhas, a nova Lei tras possibilidades de uso do marketing político nas mídias sociais para fins eleitorais. O Chefe do Cartório Eleitoral de Brumado, Ígor Araújo, esclareceu que a internet não pode ser vista como terra de ninguém e, por isso, a Justiça Eleitoral atuará com rigor durante as fiscalizações. “Existem limites estabelecidos na legislação eleitoral e que devem ser respeitados por todos aqueles que aspiram um cargo na vida pública. A Justiça Eleitoral pode atuar até mesmo sem provocação, de ofício”, afirmou. Ele ainda esclarece que identificando alguma irregularidade, o cidadão poderá fazer uma denúncia. "Seremos rigorosos na fiscalização para que tenhamos uma eleição limpa e que prevaleça a vontade do eleitor”, afirma o Chefe de Cartório Eleitoral da 90ª Zona Eleitoral. Entre as regras para propaganda eleitoral na Internet em 2020, os pré-candidatos poderão realizar o impulsionamento de conteúdo nas mídias sociais e outras plataformas, no entanto, este tipo de propaganda passa a ser permitido quando for utilizado com o único objetivo de impulsionar o alcance de publicações. Além disso, com a nova Lei, os pré-candidatos terão que ter: Controle de gastos nas campanhas feitas pela Internet; Será proibido o uso de fakes e robôs; Remoção de conteúdo nos meios digitais e Direito de resposta.

 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário