ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Tema Livre Podcast desta semana conversou com Joan Júnior, cantor e compositor

Brumado: 'Operação Força Total' tem mais de 20 veículos autuados e 11 apreendidos

Mesmo após corte, gasolina continua mais cara no Brasil do que no exterior

Brumado: Prefeitura vai investir mais de R$ 7 milhões em canais pluviais da cidade

Cresce a cada ano a população de cães na cidade de Brumado; ONGs estão saturadas

Brumado: Morador do bairro São José denuncia descarte e acúmulo de esgoto em galeria pluvial

Brumado: Evento na Câmara Municipal debaterá violência doméstica

Número de mulheres candidatas é o maior das últimas três eleições gerais

Quase 1 milhão de reclamações foram feitas na Anatel no primeiro semestre de 2022

Brumado: Decreto proíbe a entrada de alimentos e bebidas alcoólica em ginásios de esportes e campo de futebol

Incêndio atinge área de vegetação no oeste da Bahia

Vice de ACM Neto tem pedido de impugnação de candidatura ao governo da Bahia

Câmara derruba veto do Executivo ao Projeto de Lei que cria cargo de intérprete de libras

Mega condição especial do Armazém do Criador

Criança risca fósforo e casa é consumida por incêndio em Caetité

Agosto Branco - pneumologista da Clínica Mais Vida alerta sobre a importância da prevenção do câncer de pulmão

Viagens de Bolsonaro em avião presidencial deverão ser ressarcidas durante campanha

Brumado: Agente da Pastoral usa a Tribuna Livre da Câmara para destacar a 'Semana Nacional da Família'

Gel Sol: Intelbras lança módulo fotovoltaico bifacial com eficiência de mais de 20%

Para evitar prisão, mulher do ex-goleiro Bruno faz vaquinha para o marido pagar pensão


Rui Costa pede a Bolsonaro respeito a 'esforço de governadores e prefeitos', e que governe 'sem picuinha'

Foto: Reprodução

O governador Rui Costa pediu na noite de quarta-feira (29) para que o presidente Jair Bolsonaro respeitasse às famílias das vítimas da Covid-19 e começasse a governar o Brasil com seriedade e sem "fazer picuinha". A declaração foi feita através das redes sociais, horas após o presidente afirmar que a cobrança sobre as mortes provocadas pelo novo coronavírus no Brasil deve ser feita a governadores e prefeitos que adotaram medidas de isolamento para tentar conter o contágio pela Covid-19. “Quero comentar uma fala do presidente da república vestido com camisa de time futebol, hoje, quarta-feira, dia de trabalho, se referindo a uma entrevista que eu dei chamando de palhaçada. Queria dizer ao presidente que não vou mudar meus padrões éticos e de comportamento para responder ao presidente. Não vou usar as mesmas palavras para me dirigir a vossa excelência. O que vou lhe pedir é que comece a governador o Brasil com seriedade, que tenha respeito pelas famílias das vítimas. Outras famílias vão chorar nos próximos dias", disse o governador da Bahia. "Passe a governar sem fazer picuinha política ou agressão. Respeite o esforço de governadores e prefeitos para salvar vidas humanas. É isso que o Brasil espera do seu presidente da república. É isso que o Brasil assiste admirando outros presidentes unindo seu país. Ao invés de tratar as coisas de forma debochada, tenha respeito pela vida humana, tenha respeito pelos prefeitos e governadores. Vamos governar e tentar salvar a vida das pessoas, o emprego, a renda. Não é com atitudes desse tipo que o senhor vai conduzir o país. Não é em meu nome, mas em nome do povo brasileiro que acreditou no senhor. Por favor, respeite as pessoas, a vida humana”, concluiu Rui Costa. As informações são do site G1.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário