ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Dupla é detida com drogas de drogas no bairro Dr. Juracy, em Brumado

Há 4 anos sem renovar concessão, 'Embasa atua de modo irregular em Brumado', afirma secretário

Despesas do governo federal com alimentos passam de R$ 1,8 bilhão; só de leite condensado foi quase R$ 15 milhões

Barreiras: Caixão vazio é abandonado em beira de estrada

Brumado: Polícia Civil alerta para cuidados contra crimes de estelionato

SAC adota novo horário de atendimento aos sábados

Brumado registra 49 óbitos por conta da Covid-19, o novo coronavírus

Aracatu: Coelba desativa gatos de energia no município

Bahia: Detran capacita novos coordenadores de unidades de trânsito da capital e do interior

Brumado: Jovem tem bicicleta furtada dentro de casa no distrito de Lagoa Funda

Brumado: Clientes da Oi reclamam que telefones fixo e internet não funcionam

Tremor de terra é registrado em Jacobina

Faustão quebra o silêncio, confirma saída da Globo e não descarta deixar o país

Covid-19: Bahia já recebeu mais de meio milhão de vacinas imunizantes

Brumado confirma 27 novos casos de coronavírus nas últimas 24h

Jogador brumadense assina contrato com o Palmeiras por quatro anos

ONU defende que licenças para produção de vacinas sejam dadas ao Brasil e Índia

Bahia ultrapassa 84 mil pessoas que tomaram 1ª dose de vacina contra a Covid-19

Fura-filas da vacinação não terão direito à segunda dose e poderão ser presos

Morre em decorrência da Covid-19 o médico de 44 anos, Dr. Lívio


Brumado: Após ter contratos 'suspensos' pelo TCM, Prefeito diz que acata a decisão, porém vai recorrer

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O Pleno do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), na sessão virtual de terça-feira (28), votou pela 'suspensão' dos pagamentos de despesas relacionadas aos processos licitatórios com empreiteiras de Brumado, cujo os recursos eram do FUNDEF. Por 7 votos a zero, o gestor municipal ficou impedido de usar os recursos em pagamentos fora da esfera da educação. Após a Liminar, o prefeito Eduardo Lima Vasconcelos (PSB), em entrevista a rádio Alternativa FM relatou que os precatórios do fundo são uma verba indenizatória de recursos que o Município já gastou e que o valor está sendo aplicado com objetividade e racionalidade, nos acessos às escolas. De acordo com o prefeito, a administração municipal já possui a sentença de um juiz federal a seu favor. “Evidentemente que a gente procura acatar e ouvir o TCM. Vamos esclarecer e essa vai ser mais uma tempestade em copo d’água”, disse Vasconcelos. O prefeito ainda criticou os opositores, no qual segundo ele, está atacando a administração em várias frentes. “É uma função eleitoreira, mesquinha”, concluiu o prefeito assegurando que irá recorrer da decisão.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário