ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Governo federal vai cortar R$ 8,2 bi em verbas de ministérios

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Peritos médicos do INSS encerram greve e voltam a atender na próxima segunda (23)

Bahia: IBGE divulga resultado da seleção do Censo 2022

Em visita à Brumado, ACM Neto critica segurança pública da Bahia

Governo do Estado vai autorizar obras de abastecimento de água, estrada e esportes em Brumado

Elon Musk visita o Brasil para discutir conectividade e proteção da Amazônia

Você sabe quando deve consultar o endocrinologista? Especialista da Clínica Mais Vida orienta sobre principais sintomas

Mais de 12 mil raios atingiram Bahia na última quarta-feira, dia 18

Estado da Bahia utilizará mesma tecnologia em segurança usada em Nova Iorque

Garimpo ilegal movimentou mais de R$ 200 milhões no Brasil

Brumado: Superintendente da SMTT acredita que ‘polêmica’ com radares é apenas uma questão de adaptação

Brumado: Em coletiva, pré-candidato ACM Neto critica péssimos índices na segurança da Bahia e defendeu mudança de postura


GCMs de Brumado não recebem os 30%

Foto Carlos silva

Desde o último dia 03 de dezembro de 2013 que o Governo Federal brasileiro regulamentou oficialmente o pagamento de 30% de periculosidade aos Guardas Civis Municipais e Vigias de todo o país, mas, muitas prefeituras até hoje não fizeram muita questão em cumprir o que determina a lei federal. A Prefeitura Municipal de Brumado é uma das instituições publicas da Bahia que até agora não repassou o aumento para a sua Guarda Municipal.

 

A categoria vem cobrando do atual governo uma posição em relação ao repasse, que é um direito adquirido e que até agora não apareceu no contracheque. Os guardas Municipais de Brumado esperam uma resposta positiva do Poder Executivo local até a próxima sexta-feira. Representantes do governo garantiram que consultas estão sendo realizadas junto a Secretaria de Finanças para descobrir se existe a possibilidade ou não de realizar o repasse.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário