ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Recuperação econômica global pode ser mais rápida com vacina. diz OMS

Bahia: Policiais civis anunciam paralisação de 24h na próxima terça-feira (11)

Agosto Dourado - a importância do aleitamento materno

Bahia chega a menor índice de ocupação de UTIs desde 25 de maio

Instituto Butantan diz ser possível ter vacina da Covid-19 para registro em outubro

Governador anuncia volta do transporte intermunicipal em algumas cidades da Bahia

'Prefeito de Brumado perdeu a capacidade de ouvir as pessoas', diz Fabrício Abrantes em entrevista à Brasil FM

Cinco pacientes estão internados com Covid-19 em Brumado

Morre aos 73 anos o ator Gésio Amadeu; artista foi diagnosticado com a Covid-19

Em dia de romaria, visitação à gruta de Bom Jesus da Lapa é reduzida

Comércio busca se adaptar para proteger clietes do novo coronavírus em Brumado

Bolsonaro diz que não vai continuar pagando auxílio emergencial por muito tempo

Brumado: 1.068 pacientes tiveram exames descartados e 479 estão curados da Covid-19

Operação integrada desarticula quadrilha de roubo a bancos em Juazeiro

Brumado: Mais um acidente é registrado no cruzamento das ruas Dr. Guilherme Dias e Iluminato Lôbo

Número de mortos em explosão no Líbano passa de 100; equipes buscam desaparecidos

Governo Federal espera que 15 milhões de brasileiros estejam vacinados até dezembro de 2020

Frente fria chega forte no Sudoeste da Bahia; Brumado já registrou 14°C durante as madrugadas

Veja como usar cartão virtual do auxílio emergencial em Bete Fruits

Brumado: Faculdade de medicina terá acesso via rotatória na BA-262


Número de acidentes cai nas estradas do estado da Bahia mas o número de mortes cresce

Foto: Luciano Santos l 97News

Dados das polícias rodoviárias Estadual (PRE) e Federal (PRF) apontam que as mortes nas rodovias da Bahia cresceram 7% de 2017 para 2018, mesmo com redução de 15% no número de acidentes durante o mesmo período. De acordo com os dados enviados a imprensa, enquanto em 2017 ocorreram 744 mortes em decorrência de 9.919 acidentes, em 2018 foram 796 pessoas que faleceram em 8.435 acidentes nas rodovias baianas. Tanto nas rodovias federais quanto estaduais, os acidentes têm ocorrido mais por imprudência de motoristas, como falta de atenção, alta velocidade, ultrapassagens indevidas, desobediência às leis de trânsito e ingestão de álcool. A falta de atenção de pedestres também está entre as principais causas de morte. O número de feridos também caiu de 2017 para 2018, de 5.282 pessoas feridas para 4.870 -- menos 7,8%. Quando isolados, contudo, os números das duas polícias mostram redução das mortes, acidentes e feridos. Nas rodovias federais, por exemplo, houve queda de 22,30% das mortes entre um ano e outro. De acordo com o levantamento, foram registrados 453 óbitos no local do acidente em 2018, contra 583 em 2017. Analisando os tipos de acidentes em que resultaram em mortes, os cinco mais registrados foram colisão frontal (33,33%), atropelamento de pedestres (16,11%), saída de pista (12,80%), colisão transversal (8,61%) e colisão traseira (8,61%). No tipo de acidente colisão frontal morreram 151 pessoas em 2018. Já o tipo de acidente que mais ocorreu em 2018 foi o de saída de pista, correspondendo a 15, 18% dos acidentes, seguido de colisão traseira (13,72%), colisão transversal (12,60%), colisão frontal (11,99%) e colisão lateral (11,66%).



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário