ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Jornalista Daniel Simurro morre aos 58 anos em Brumado

Brumado: Há 19 dias município não registra morte por Covid-19

Guanambi: Rui entrega reforma de estrada e autoriza R$ 35 milhões em ações

Brumado: Blogueiro Daniel Simurro é internado após mal súbito em sua residência

Brumado: Sindicato dos Mineradores denuncia assédio moral em empresa de refino de talco

Brumado retoma vacinação de adolescentes com 16 e 17 anos nesta terça-feira (21)

Novas chamas atingem Chapada Diamantina entre Mucugê e Lençóis

Caetité lidera produção mineral baiana em agosto

Em carta, governadores desmentem Bolsonaro sobre alta da gasolina

Brumado: Manifestantes protestam contra Bolsonaro e prefeito Eduardo Vasconcelos em praça pública

Brumado: Após 1 ano e cinco meses, grupos de capoeira retornam com encontros em praças

Brumadenses são presos em Goiás por roubo de carga avaliada em R$ 180 mil

Brumado vacina contra a Covid nesta segunda-feira, pessoas de 12 a 17 anos com comorbidades

Bombeiros continuam em combate a incêndios na Bahia

Brumado: Mulher fica ferida após acidente entre carro e moto no bairro Santa Tereza

Vítima de câncer, morre ator Luis Gustavo aos 87 anos

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Vacina da Pfizer não foi causa provável de morte de adolescente, diz governo de SP

Brumado: Tentativa de homicídio é registrada na Vila Presidente Vargas


Brumado: Prefeito diz que 'Estado é mau exemplo', se referindo a antiga educação

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Sendo a Educação o "pote de ouro" da administração do prefeito Eduardo Vasconcelos (PSB), o gestor tem aplicado boa parte dos recursos municipais na construção de escolas ou manutenção das que já existem. Outro setor da atual administração que tem recebido uma atenção maior, é o da Saúde. Segundo o prefeito, uma grande fatia dos recursos financeiros de Brumado, são gastos com essas duas secretarias, o que "incha" a máquina pública, na qual de acordo com o gestor, poderiam ser aplicados em outras áreas. E ele atribuiu esse aumento de volume ao Governo do Estado. "Brumado contribui com o estado e não recebe nada em troca. Se você passar pela educação, nós não temos uma escola do ensino fundamental mantido pelo Estado. Em governos anteriores, eu municipalizei todas. Porque? Porque o município faz melhor que o governo. Havia escolas ai que no meio do ano, alunos não tinham aula mais", afirma o gestor. Ele ainda diz que com a municipalização de todas as escolas, evitou-se "um mau exemplo". "O funcionalismo do estado é [leniente], não claro todos, há exceções, mas a média geral é lento", classifica o prefeito. Vasconcelos ainda faz críticas as únicas unidades educacionais do estado que existem no município, que conforme o gestor, estão mal localizadas, o que dificulta a procura por parte de alguns moradores. "Uma pessoa que mora no bairro Malhada Branca anda vários quilômetros para estudar em unidades que ficam no centro da cidade. No governo anterior, eu propus ao governo uma [barganha], ou seja, nós receberíamos o Colégio Getúlio Vargas e daríamos em troca a Escola Idalina Azevedo, uma das melhores escolas hoje em Brumado, mas o governo não aceitou", disse. Vasconcelos declarou ainda que mandou ao Estado a relação do quanto o Município contribui através do ICMS, mas ainda não obteve resposta. "Eu até mandei para ele, o quanto que Brumado contribui com ICMS, que é em torno de 4,6 milhões, enquanto que municípios que contribuem com 1,6 milhões, tá recebendo muita coisa. É uma realidade, mas ele se calou, e não respondeu", reiterou.

 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário