ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: SMTT realiza ações na 'Semana Nacional de Trânsito 2021'

Números de Covid na Bahia não são divulgados por falha no sistema do governo federal

Município de Guanambi é condenado a indenizar donos de carro atingidos por queda de árvore

Foi preso em SP o suspeito de cometer latrocínio em Paramirim

Brumado: Parentes, amigos e colegas dão último adeus a Daniel Simurro

Osmar Botelho é o novo presidente da Auditoria Pública Cidadã Baiana

Mais de 600 mil doses de vacinas serão distribuídas na Bahia nesta terça

Brumado: Venha conhecer a loja Império Utilidades

Jornalista Daniel Simurro morre aos 58 anos em Brumado

Brumado: Há 19 dias município não registra morte por Covid-19

Guanambi: Rui entrega reforma de estrada e autoriza R$ 35 milhões em ações

Brumado: Blogueiro Daniel Simurro é internado após mal súbito em sua residência

Brumado: Sindicato dos Mineradores denuncia assédio moral em empresa de refino de talco

Brumado retoma vacinação de adolescentes com 16 e 17 anos nesta terça-feira (21)

Novas chamas atingem Chapada Diamantina entre Mucugê e Lençóis

Caetité lidera produção mineral baiana em agosto

Em carta, governadores desmentem Bolsonaro sobre alta da gasolina

Brumado: Manifestantes protestam contra Bolsonaro e prefeito Eduardo Vasconcelos em praça pública

Brumado: Após 1 ano e cinco meses, grupos de capoeira retornam com encontros em praças

Tem novidade na Gel Sol, sua representante Intelbras na Bahia


Grupo que cometia fraudes contra Caixa e BNB na Bahia é alvo de denúncia do MPF

Foto: Reprodução l Agravo

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou, na segunda-feira (30), uma denúncia contra oito membros da organização criminosa que atuava em Feira de Santana, cometendo fraudes contra a Caixa Econômica Federal (CEF) e o Banco do Nordeste (BNB). O órgão acusador afirma que os prejuízos causados pelo grupo ultrapassam a marca de R$ 10 milhões. Segundo o site Bahia Notícias, os criminosos obtinham empréstimos ilegais para empresas fantasmas, constituídas por meio de contratos sociais e outros documentos com dados falsos. De autoria do procurador da República Samir Cabus Nachef, a denúncia é direcionada aos investigados que foram alvo dos oito mandados de prisão preventiva na Operação Assepticus, deflagrada no último dia 4. Segundo a assessoria de comunicação do MPF, na ocasião, cerca de 100 policiais federais cumpriram outros 29 mandados de busca em Feira de Santana, Salvador, Santa Bárbara e Catu, todas cidades baianas, e em Fortaleza, no Ceará. O objetivo era desarticular a organização criminosa, que inclui servidores públicos do BNB e da Junta Comercial do Estado da Bahia (Juceb), entre outras entidades. Além disso, o MPF esclarece que a denúncia ainda não contempla todos os fatos criminosos praticados pelos denunciados, pois há uma grande quantidade de provas sob análise da Polícia Federal (PF). Quando o resultado da análise de todos os dados colhidos nos mandados de busca e apreensão (contratos, documentos e aparelhos de telefones celulares) for encaminhado ao MPF, o órgão irá avaliar a possibilidade de nova denúncia em relação aos mesmos denunciados por outros crimes e até contra outros possíveis integrantes da organização criminosa.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário