ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

SSP aponta que mais de 400 suspeitos de agredir mulheres foram presos nos primeiros sete meses de 2020

Hospital de Guanambi passa a contar com túnel de desinfecção

Lei Maria da Penha completa 14 anos ampliando medidas de proteção às mulheres

WSouza comemora mais de 2 mil inscritos em canal no Youtube

Carga de maconha avaliada em R$ 12 milhões é apreendida por polícia

Chegou em Brumado a loja que faltava! Império 10

Recuperação econômica global pode ser mais rápida com vacina. diz OMS

Bahia: Policiais civis anunciam paralisação de 24h na próxima terça-feira (11)

Agosto Dourado - a importância do aleitamento materno

Bahia chega a menor índice de ocupação de UTIs desde 25 de maio

Instituto Butantan diz ser possível ter vacina da Covid-19 para registro em outubro

Governador anuncia volta do transporte intermunicipal em algumas cidades da Bahia

'Prefeito de Brumado perdeu a capacidade de ouvir as pessoas', diz Fabrício Abrantes em entrevista à Brasil FM

Cinco pacientes estão internados com Covid-19 em Brumado

Morre aos 73 anos o ator Gésio Amadeu; artista foi diagnosticado com a Covid-19

Em dia de romaria, visitação à gruta de Bom Jesus da Lapa é reduzida

Comércio busca se adaptar para proteger clietes do novo coronavírus em Brumado

Bolsonaro diz que não vai continuar pagando auxílio emergencial por muito tempo

Brumado: 1.068 pacientes tiveram exames descartados e 479 estão curados da Covid-19

Operação integrada desarticula quadrilha de roubo a bancos em Juazeiro


Brumado: Mantendo tradição de mais de 30 anos, 'Dona Dete' entrega acarajés aos detentos da delegacia

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

"Não venho só trazer o acarajé, também trago amor e mensagem de esperança", diz Maria Odete, a "Dona Dete" do acarajé de 72 anos. Como já é tradição em Brumado, a baiana, junto com as filhas, fizeram a entrega da especialidade africana aos servidores e custodiados na delegacia da cidade, na tarde da última quarta-feira (25). A baiana fez questão de entregar na mão de cada um dos presos e levou mensagem de fé e esperança a cada um deles, com conselhos de que deixassem o mundo do crime. A tradição da baiana já dura mais de 30 anos e durante sua visita, foi aplaudida e abraçada pelos servidores que admiram essa atividade que desempenha há tantos anos. "Com quarenta anos de profissão, para mim é um prazer está aqui todos os anos fazendo esse gesto de amor. Muitos quando saem daqui, vão no meu tabuleiro e lembram do gesto", conta Dona Dete. Ela ainda disse que a tradição está sendo passada de mãe para filhas. "Todos sabem que sou infartada e, que agora eu venho acompanhar minhas filhas que vão continuar com essa tradição. Eu agora só fico nos bastidores", diz a baiana com um sorriso no rosto.



Comentários

  • Maxuel de Almeida Ramos

    "Uma bela atitude a ser seguida. São gestos como esse que demonstram que ainda há esperança para a humanidade, enfim : "Glória a Deus nas maiores alturas e paz na terra aos homens de boa vontade " D. Dete e família, que Deus as agraciem com vida, saúde e prosperidade, Feliz ano novo a todos !!!"

Deixe seu comentário