ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Fura-filas da vacinação não terão direito à segunda dose e poderão ser presos

Morre em decorrência da Covid-19 o médico de 44 anos, Dr. Lívio

New Kenko Purificadores: Beba água de qualidade e garanta a saúde para sua família

Brumado: Sem espetáculos há quase oito meses, circo volta a realizar apresentações ao público

Justiça Federal nega liminar contra prefeito de Candiba que furou fila de vacinação

Falso policial civil é preso por aplicar golpe em Livramento de Nossa Senhora

Super promoção da Loja Império 10: duas peças por somente R$ 15

Brumado: Município recebe 480 doses do imunizante desenvolvido pela universidade de Oxford

RotSat: Rastreamento de veículos ou de sua frota!

Brumado chega à 47 óbitos por conta da Covid-19

Pax Nacional sempre ao seu lado

Bancário brumadense de 52 anos morre em decorrência da Covid-19

Polícia encontra depósito clandestino de combustíveis em Itapetinga

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado


Brumado teve um saldo positivo em relação ao número de vagas de emprego em 2019

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O ano de 2019, ainda não terminou, mas os dez primeiros meses apontam um saldo positivo em relação à empregos com carteira assinada em Brumado. O resultado foi melhor desde 2015, quando aconteceram as demissões nas obras da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL). Os dados foram divulgados na semana passada pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Para se ter uma ideia, o setor de Serviços foi o que mais contratou, foram 1.355 novas vagas, um crescimento de 61,84%. Atualmente, Brumado vive uma expansão na Construção Civil, sendo a segunda área que mais empregou brumadenses ao longo dos 10 meses. Foram cerca de 1.165 contratações com carteira assinada, contra 862 demissões. A terceira área que mais contratou em 2019, foi o Comércio. Cerca de 837 novos funcionários, mas também foi o que mais demitiu este ano, foram cerca de 786 demissões. Outros cargos ajudaram elevar o saldo de empregos na Capital do Minério, é o caso dos setores de Indústria de Transformação (+383 vagas), e Serviços Industriais (+144 vagas). Por ser uma cidade que predomina a exploração mineral, o saldo negativo foi neste setor, que contratou apenas 87 trabalhadores e demitiu cerca de 130, o que representa um saldo negativo de 59,91% no setor. 

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Ainda neste mês de novembro, a Vix Logística, terceirizada da RHI Magnesita anunciou férias coletiva de 15 dias para o quadro de funcionários entre dezembro deste ano à Janeiro de 2020, informação confirmada pelo próprio presidente do Sindmineradores, Édio Pereira em entrevista a imprensa local. Mesmo assim, nos dez primeiros meses de 2019, o saldo de empregos em Brumado continua positivo apesar das demissões na mineração. No total, foram abertas  3.992 novas vagas de emprego, contra 3.040 demissões, o que trás um saldo de 952 vagas até o fim do ano. Números melhores do que em 2018, que contratou cerca de 4.195 trabalhadores, mas demitiu 3.686, o que teve um saldo de 509 vagas de janeiro a dezembro do ano passado. Ainda em 2019, em todo o Brasil, foram abertas 70.852 vagas de emprego formal. Para 2020, a expectativa é que, com a injeção de novos recursos do Governo Federal, várias novas contratações com carteira assinada aconteça em todo o país.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário