ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Vila Nova vence Magnesita e leva o título do Campeonato Brumadense 2022

Cresce desinteresse do eleitor brasileiro pelo voto, aponta pesquisa

Psicólogo da Clínica Mais Vida fala sobre o sentido da vida segundo Viktor Frankl

Amado Batista leva multidão em show no São Pedro de Guajeru

Avião cai e assusta moradores na Chapada Diamantina

Sessão ordinária desta segunda-feira (4/07) tem aprovação de textos importantes à comunidade brumadense

Jovem de 16 anos é morto a tiros dentro da rodoviária de Vitória da Conquista

Humorista do SBT faz piada de criança com hidrocefalia e é demitido da emissora

Prefeitos de todo o país vão a Brasília em manifestação contra propostas do governo federal

Preço do botijão de cozinha nas refinarias aumentou mais de 600% entre 2002 e 2021

Caminhão desgovernado tomba em frente a rodoviária da região e deixa motorista ferido

Tanhaçu: Homem de 38 anos morre após levar choque em freezer

Casos de Covid sobe e Brumado volta a registrar óbito por conta da doença

Guanambi: Retorno das aulas na rede municipal é adiado por causa de casos de Covid-19

PM mata irmã após discussão e é presa pelo próprio marido no RJ

Casos de varíola dos macacos chegam a 76 em todo o país, diz Ministério da Saúde

Negros são a maioria das vítimas de crimes violentos no Brasil, mostra levantamento

Bahia registra 3.480 novos casos de Covid e mais cinco mortes em 24h

Lutando pelo título do Campeonato Brumadense, Magnesita e Vila Nova se enfrentam neste domingo (3)

Anagé: Motociclista de 27 anos fica ferido após acidente na BA-262


Brumado: Alunas do curso de direito da UNEB usam como tema de TCC, prática restaurativa aplicada pelo CEJUSC

Foto: Divulgação

Duas alunas do curso de Direito da Universidade Estadual da Bahia (UNEB), Campus XX de Brumado, estiveram no Centro Judiciário de Solução Consensual de Conflitos (CEJUSC) para realizar pesquisas sobre como funciona os Círculos de Construção de Paz (CCP), uma prática restaurativa realizada pelo CEJUSC/Brumado como instrumento de acesso à Justiça Penal. As alunas, Joyce Kelly Vieira Fialho e Mariana Leite Muniz decidiram usar a prática aplicada pelo órgão como tema do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), diante do sucesso que tem sido o CCP no município. Sua aplicação busca uma conexão entre as partes de forma igualitária, em um espaço seguro e respeitoso. Diferente do que acontece na mediação, o método circular promove o envolvimento também dos mediadores na busca pela solução do conflito. Com o intuito de conhecer esses profissionais, as alunas da UNEB foram orientadas pela docente Sheila Marta Carregosa e coorientadas pela docente Ana Paula Sotero, para entrevista com o coordenador desse serviço e facilitador dos Círculos de Construção de Paz, Luís Antônio Meira, para melhor compreender como ocorre o procedimento restaurativo, desde a chegada dos interessados ao serviço, perpassando os pré-círculos, o círculo e o pós círculo. Para o CEJUSC foi uma honra receber as discentes de Direito. "Nos sentimos honrados e esperamos que com a apresentação do TCC não só os alunos, mas a sociedade Brumadense como um todo tenha a oportunidade de melhor compreender e analisar a prática restaurativa aplicada através do CCP, por este CEJUSC, uma vez que, o acesso a Justiça penal é um assunto de grande relevância social". Por fim, o CEJUSC ainda acrescentou que "as discentes deixarão para a Academia e a população uma grande contribuição bibliográfica por ser o primeiro TCC do curso de Direito da UNEB, Campus XX, a abordar essa temática", disse.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário