ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Brumado: Trabalhadores da Endicon são demitidos e temem 'calote' de empresa

Brumado: Preso em flagrante tem ataque de fúria, agride policiais e quebra objetos de delegacia

PM apreende drogas e pássaros silvestres em Rio de Contas

Acesse a TV Templo dos Milagres no Youtube e seja abençoado

Brumado: Mega estrutura está sendo montada para o Verão VIP com ingressos limitados

O Tema Livre Podcast desta semana recebeu o 'MC Naip Bronka'

Brumado: Subnotificação dos casos de Covid esconde números reais da doença

Cinco morrem e mais de 70 são presas em operação da PM na Bahia

Homem mata pastora de 84 anos a pauladas na porta de igreja

Há 41 anos, mulher procura avós que possivelmente moram em Brumado ou Caetité

Operação Força Total intensifica policiamento na Bahia

Dr. Felipe Leão, médico da Clínica Mais Vida, alerta sobre a importância da realização do check-up

Operação da PF prende homem que divulgou vídeo de estupro de criança

Bradesco fecha sua agência em Brumado após funcionário testar positivo para Covid-19


Bahia: Cerca de 100 famílias ribeirinhas estão desalojadas após água de barragem invadir cidades

Foto: Reprodução l Junior Nascimento

Cerca de 100 famílias ribeirinhas da cidade de Coronel João Sá ficaram desalojadas depois que o município foi invadido por águas de uma barragem que fica no distrito de Quati, na cidade de Pedro Alexandre, na manhã de quinta-feira (11). Não há registro de feridos ou desaparecidos. Segundo o site G1, a barragem do Quati foi construída pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR) e entregue em novembro de 2000 à Associação de Moradores da Comunidade do distrito. Ela represa água do Rio do Peixe para o período de estiagem, mas transbordou após as fortes chuvas que caem na região. A cidade de Coronel João Sá foi a mais atingida pela inundação, porque fica em uma altitude mais baixa que Pedro Alexandre. Antes da enxurrada chegar em Coronel João Sá, o prefeito Carlinhos Sobral se pronunciou nas redes sociais e pediu que os moradores saíssem das casas. “Eu peço encarecidamente que todas as pessoas que moram nas áreas de risco que saiam das suas casas. Peguem seus documentos pessoais, peguem também seus objetos de valor, o que puder levar de eletrodoméstico, o que puder salvar de móveis, porque a gente não sabe ainda as consequências porque nunca passamos por ela”, disse ele. O Governo do Estado informou que não houve rompimento da barragem, mas sim um transbordamento. "A barragem fica a 6 km da cidade e rompeu uma parte da lateral dela. É uma barragem na comunidade da zona rural. É uma água salobra, que serve para irrigação e para os animais. Em Pedro Alexandre, um rio que passa pela cidade alagou um pouco, mas não tem a ver com a barragem. A altura da água chegou a 70 cm. Não temos notícia de morte. O povoado de Boa Sorte foi o mais atingido pelas águas. O povoado fica às margens da BR-235", diz o Governo. O percurso do rio entre as duas cidades é de cerca de 80 km. Não há informações da velocidade da água, mas há confirmação de risco de invasão de casas e de prejuízos materiais por todo o município. Conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Pedro Alexandre tem cerca de 16.695 moradores. Já Coronel João Sá tem uma população que chega a 17.066.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário