ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

CIB recomenda retomada imediata da vacinação de adolescentes na Bahia

Brumado: Denúncia contra vereador 'Nem' pede cassação do seu mandato na Câmara

Bahia: Estado tem mais de 1,5 milhão de títulos eleitorais cancelados

Setembro Amarelo - um simples abraço pode salvar uma vida

Brumado: Cabeceira de ponte que liga Centro ao bairro São Felix, cede e preocupa motoristas

Especialistas consideram remota possibilidade de tsunami atingir a costa da Bahia

Brumado: AUCIB convoca associados para assembléia de eleição da nova diretoria

Com ajuda de cão farejador, PRF apreende quase 3 toneladas de maconha em Vitória da Conquista

Anvisa mantém orientação sobre vacinação de adolescentes e contraria determinação do MS

Brumado já registrou 400 furtos de placas de sinalização de trânsito, diz SMTT

Ministério da Saúde suspende por cautela vacinação para adolescentes de 12 a 17 anos

Bahia: Caetité, Jacobina e Itagibá reuniram 51% da produção mineral em agosto

Em audiência pública, Prefeitura apresenta proposta do Orçamento 2022

Brumado: Horta comunitária vira exemplo de inclusão social e produtiva em Pedra Preta

Itapetinga: Polícia recupera animais furtados avaliados em mais de R$ 100 mil

Coruja branca aparece no centro de Brumado e é resgatada por populares

Relatório mostra efeito da pandemia no mercado de shows no Brasil

Vacinação contra Covid segue para pessoas com 17 anos ou mais em Brumado

Dia 'D' da Campanha Antirrábica será no próximo sábado (18)

Brumado: Casos ativos de Covid-19 continuam caindo no município


Brumado: Agentes de saúde e endemias irão acionar prefeitura no MP por conta de retroativo salarial

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Os agentes de saúde e endemias vão ajuizar ação civil pública contra o Município de Brumado solicitando à Justiça que determine ao gestor municipal que pague imediatamente os profissionais o reajuste salarial com retroativo ao mês de janeiro. Segundo a categoria, em negociação com a administração municipal, a prefeitura não aceitou pagar de imediato e irá parcelar o valor. Ainda segundo os profissionais, na última reunião, o secretário municipal de saúde, Cláudio Feres e o secretário municipal de finanças, João Nolasco, informaram que a prefeitura não tem dinheiro para pagar os agentes e a única forma é fazendo o parcelamento da dívida em cinco vezes. Para os agentes, isso é inaceitável, por conta de gastos que estão sendo feitos pelo município, provando que não há crise na administração. “Um absurdo. Se o dinheiro veio para nos pagar, por que não nos pagaram desde janeiro e deixaram acumular? Eles desviaram o dinheiro para outra coisa,  e a gente agora é obrigado a receber esse retroativo de forma parcelada”, criticou um dos profissionais. Conforme a categoria, os agentes até tentou dividir em duas parcelas o valor, mas foi negado pela comissão da prefeitura. "A prefeitura não aceitou a opção de parcelar em duas vezes o retroativo. Diante da falta de acordo, nós vamos acionar o Ministério Público Estadual", comentou outro agente.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário