ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Vereadora Verimar do Sindicato, em audiência com o secretário da SERIN, discute proposta para asfalto que liga Brumado ao Distrito de Terra Vermelha

Brasil: 75% das famílias têm dívidas, aponta Mapa do endividamento

Ministério da Saúde oferece mais de 21 mil vagas para Médicos pelo Brasil

Judiciário da Bahia inaugura varas em duas cidades baianas

Novas regras da Tarifa Social devem beneficiar mais de 11 milhões de pessoas

Polícia extermina plantação com mais de 18 mil pés de maconha em Curaçá

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Brumado: Divulgado o calendário de funcionamento do comércio no mês de dezembro

Mês de novembro apresentou menor número de mortes violentas na Bahia

Região Nordeste concentra quase metade das pessoas em situação de miséria, aponta IBGE

Nordeste: Comitê Científico do Consórcio recomenda cancelamento de Réveillon e Carnaval

Brumado: Após passar pela Secretaria Municipal de Esportes, Paulo Sérgio volta a presidência da LBF

Agência é explodida em Iguaí, Sudoeste do Estado

Bahia recebe 150 mil doses de vacina BCG após municípios enfrentarem desabastecimento


Brumado: Moradores da comunidade de Sucuruiú relatam roubo de bomas de água

Foto: 97NEWS

Os casos de furtos à bombas de água dispararam nos últimos meses em Brumado em relação ao mesmo período do ano passado. Só nos últimos cinco meses, foram registrados vários roubos na comunidade de Sucuruiú. Segundo os moradores, os criminosos conhecem bem a região e sabe até que os fios estavam enterrados na areia. "Com os roubos, colocamos a fiação por debaixo da terra para evitar chamar a atenção. Mas mesmo assim roubaram a bomba", relatou o morador da comunidade afirmando que quem pratica os furtos na localidade, conhece bem o lugar. Com medo dos criminosos, moradores cada vez mais tentam proteger o bem e colocando concreto ao redor do poço, ou colocando grade de proteção. Mas mesmo assim, conseguem quebrar a grade e levar. "Eles não fazem isso sozinhos, tem muita gente pra ajudar, porquê uma bomba dessa, é pesada", conta outro agricultor. 

Foto: 97NEWS

Os moradores dizem que o prejuízo é grande e compromete a renda familiar. "Eles estão roubando mesmo, e o nosso dinheiro não da mais pra comprar outra bomba, que custa R$ 2 mil”, diz o marador ao 97NEWS. Eles também fazem um apelo a Polícia Militar para que a companhia realizem rondas a noite, que segundo os moradores, é o período que mais acontecem os furtos. “Existe o ladrão de rua e o ladrão que quer roubar os bens do trabalhador rural. Então estamos sujeitos a isso diariamente”, lamentou, mais um morador da Fazenda Sucuruiú, que também teve sua bomba roubada pela segunda vez em menos de um ano. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário