ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Líder religioso e ex-vereador crítica atual cenário político no Poder Legislativo de Brumado

Governo do Estado antecipa salário de servidores para 28 de outubro

Com tiro acidental, ator Alec Baldwin mata diretora em set de filmagem

Imagens que mostram funcionários se assustando com raio 'viralizou' em Brumado

Brumado: Mulher encontra irmão morto com um tiro na cabeça na Vila Presidente Vargas

Brumado: 18ª Ciretran e SMTT realizam mudanças em local de 'balizas' para CFCs

Consumidores de Barreiras, Guanambi e Vitória da Conquista estão entre os premiados do Nota Premiada

Brumado: Donos de bares relatam que lixo espalhado em praça é provocado por animais abandonados

Motorista de ônibus ocupa metade da rua e atrapalha o transito no centro de Brumado

Brumado: Moradores reclamam de lixo deixado em praça do Santa Tereza após fechamento de bares

Sextou! Faça seu pedido de frutas e verduras fresquinhas em Bete Fruits

Variante Delta passa a predominar na Bahia e Sesab demonstra preocupação

Caetité: Durante operação, acusados por homicídio são localizados

Policiais Militares da 46ª CIPM ficam feridos após acidente na BA-262

Dois caminhões se envolvem em acidente e rodovia fica bloqueada em Igaporã

MP-BA é contrário a pedido de liminar da APLB contra aulas presenciais no Estado

Transmissão da Covid-19 está em queda no Brasil, indica Fiocruz

Delegacia Virtual adiciona crime de maus-tratos contra animais

Presidente da Câmara de Brumado recepciona vereadores de Rio do Antônio

Poções: Dois homens são denunciados por agredir cachorro até a morte


Número de pessoas com demência deve triplicar até 2050, diz OMS

Foto: Ilustrativa

A Organização Mundial de Saúde fez uma estimativa que em 2050 o número de pessoas diagnosticadas com demência deverá saltar de 50 milhões para 152 milhões. De acordo com informações da Agência do Rádio, Alzheimer é a causa mais frequente da doença. Sendo que o primeiro sintoma é a perda da memória. Com a progressão da doença, vão aparecendo sintomas mais graves, como a perda de memória remota, ou seja, de fatos mais antigos, irritabilidade, falhas na linguagem e dificuldades na capacidade de se orientar no espaço e no tempo. No entanto, o Ministério da Saúde aponta que manter a cabeça ativa e ter uma boa vida social, regada a bons hábitos e estilos, pode retardar ou até mesmo inibir a manifestação da doença. As principais formas de prevenir, não apenas o Alzheimer, mas outras doenças crônicas, estão ligadas à leitura, exercícios de aritmética, jogos inteligentes, atividades em grupo e hábitos saudáveis, como não fumar, não consumir bebida alcoólica, ter alimentação saudável e regrada e praticar atividades físicas regulares.

 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário