ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

SSP aponta que mais de 400 suspeitos de agredir mulheres foram presos nos primeiros sete meses de 2020

Hospital de Guanambi passa a contar com túnel de desinfecção

Lei Maria da Penha completa 14 anos ampliando medidas de proteção às mulheres

WSouza comemora mais de 2 mil inscritos em canal no Youtube

Carga de maconha avaliada em R$ 12 milhões é apreendida por polícia

Chegou em Brumado a loja que faltava! Império 10

Recuperação econômica global pode ser mais rápida com vacina. diz OMS

Bahia: Policiais civis anunciam paralisação de 24h na próxima terça-feira (11)

Agosto Dourado - a importância do aleitamento materno

Bahia chega a menor índice de ocupação de UTIs desde 25 de maio

Instituto Butantan diz ser possível ter vacina da Covid-19 para registro em outubro

Governador anuncia volta do transporte intermunicipal em algumas cidades da Bahia

'Prefeito de Brumado perdeu a capacidade de ouvir as pessoas', diz Fabrício Abrantes em entrevista à Brasil FM

Cinco pacientes estão internados com Covid-19 em Brumado

Morre aos 73 anos o ator Gésio Amadeu; artista foi diagnosticado com a Covid-19

Em dia de romaria, visitação à gruta de Bom Jesus da Lapa é reduzida

Comércio busca se adaptar para proteger clietes do novo coronavírus em Brumado

Bolsonaro diz que não vai continuar pagando auxílio emergencial por muito tempo

Brumado: 1.068 pacientes tiveram exames descartados e 479 estão curados da Covid-19

Operação integrada desarticula quadrilha de roubo a bancos em Juazeiro


Famílias baianas são as que mais recebem Bolsa-Família, diz avaliação

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Na Bahia, o número absoluto de famílias beneficiadas com o Bolsa-Família, principal programa de transferência de renda do governo federal, é o maior do país desde a implementação projeto, no ano de 2004. A informação é da ferramenta de visualização de dados, da Secretaria de Avaliação e Gestão, do Ministério da Cidadania. Em 14 anos, os valores repassados ao estado aumentaram em oito vezes. A região do Nordeste, se destaca por causa do ponto de vista econômico e das questões climáticas. Alguns pontos podem ser citados como a falta de criação de empregos formais. Além disso, existem as questão da seca que afeta os municípios, e isso faz com que Nordeste se destaque, segundo o Ministério da Cidadania. Em 2004, o estado recebeu exatos R$ 532.684.471,00 para quase 834 mil famílias. Em 2011, o dinheiro repassado para a Bahia quadruplicou e número de famílias beneficiadas triplicou. A Bahia recebeu R$ 2.261.751.025,00 para 1.752.766 casas. Em 2012, o governo federal repassou R$ 2.745.399.558,00 para 1.808.346 famílias. Já em 2016, o estado recebeu R$ 3.775.541.552,00. Já este ano, nos cinco primeiro meses do governo de Jair Bolsonaro, os baianos receberam 1.367.497.610,00 para 1.846.806 famílias.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário