ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: SMTT realiza ações na 'Semana Nacional de Trânsito 2021'

Números de Covid na Bahia não são divulgados por falha no sistema do governo federal

Município de Guanambi é condenado a indenizar donos de carro atingidos por queda de árvore

Foi preso em SP o suspeito de cometer latrocínio em Paramirim

Brumado: Parentes, amigos e colegas dão último adeus a Daniel Simurro

Osmar Botelho é o novo presidente da Auditoria Pública Cidadã Baiana

Mais de 600 mil doses de vacinas serão distribuídas na Bahia nesta terça

Brumado: Venha conhecer a loja Império Utilidades

Jornalista Daniel Simurro morre aos 58 anos em Brumado

Brumado: Há 19 dias município não registra morte por Covid-19

Guanambi: Rui entrega reforma de estrada e autoriza R$ 35 milhões em ações

Brumado: Blogueiro Daniel Simurro é internado após mal súbito em sua residência

Brumado: Sindicato dos Mineradores denuncia assédio moral em empresa de refino de talco

Brumado retoma vacinação de adolescentes com 16 e 17 anos nesta terça-feira (21)

Novas chamas atingem Chapada Diamantina entre Mucugê e Lençóis

Caetité lidera produção mineral baiana em agosto

Em carta, governadores desmentem Bolsonaro sobre alta da gasolina

Brumado: Manifestantes protestam contra Bolsonaro e prefeito Eduardo Vasconcelos em praça pública

Brumado: Após 1 ano e cinco meses, grupos de capoeira retornam com encontros em praças

Tem novidade na Gel Sol, sua representante Intelbras na Bahia


Brumado: Temendo ir de encontro com Lei Federal, vereadores tiram de pauta projeto do Piso Salarial dos Agentes de Saúde e de Endemias

Foto: 97NEWS

Na última sessão realizada no dia 26 de abril na Câmara de Vereadores de Brumado, os parlamentares decidiram retirar de pauta o Projeto de Lei Municipal 12/2019 que iria formalizar o Piso Salarial dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate às Endemias. Segundo apurou o 97NEWS, o projeto foi retirado, assim que os vereadores perceberam que a proposta do poder executivo seria de votar o projeto, mas sem pagar o retroativo, que no caso seria de quatro meses. Já que o projeto nacional entrou em vigor, no mês de janeiro deste ano. O piso nacional dos agentes era de R$ 1.014,00 e passou a ser de R$ 1.250,00 a partir deste ano. O Ministério da Saúde afirma que o impacto do aumento será de R$ 1 bilhão. De acordo com informações, a Casa Legislativa tirou o projeto de pauta para buscar sensibilizar o prefeito Eduardo Vasconcelos, para que o projeto fosse melhor analisado, já que existia alguns pontos que deveriam ser observados com maior amplitude. Ainda segundo apurou a reportagem, o projeto deverá voltar à votação com as devidas modificações, o que, certamente, irá beneficiar os agentes de saúde e de endemias na próxima sessão. Devido ao feriado do Dia do Trabalhador que haverá na semana, não ficou definido se o projeto retornará à pauta na próxima sessão desta sexta-feira (03).



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário