ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Abril, maio e junho devem ser de chuvas abaixo do normal no Sudoeste da Bahia, prevê Inmet

Por engano, 46 pessoas recebem vacina contra Covid no lugar de dose contra a gripe no interior de SP

Vacinação de professores é aprovada e deve iniciar na próxima semana na Bahia

'Embasa investirá R$ 60 milhões no esgotamento sanitário de Brumado', diz Rui Costa

Brumado: PM recupera veículo com restrição de furto na zona rural

Brumado: Motoristas reclamam dos buracos no cruzamento com a linha do trem no bairro Dr. Juracy

Bahia atinge 17 mil mortes e recebe menos doses do que o previsto

Adab apreende quase 1 tonelada de carne clandestina na cidade de Caetité

Sem aumento acima da inflação, governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 para 2022

Brumado confirma duas mortes de Covid-19 em 24h

Brumado: Embasa suspende fornecimento de água nesta sexta-feira (16) no Bairro Baraúnas

Governador Rui Costa chama atenção para os casos da Covid-19 no Sudoeste: 'o maior número relativo da Bahia é o de Brumado'

Brumado: Empresário Gileno Paixão morre por complicações da Covid-19

Após atraso, Ministério da Saúde promete novas doses a partir de sexta para a Bahia

Em live com a imprensa de Brumado, Rui Costa diz que vai buscar legalidade no contrato entre Embasa e Município

Aracatu: Homem é preso com arma de fogo e mais de R$ 8 mil

Na contramão do Brasil, setor de serviços na Bahia registra queda em fevereiro

Geriatra Potira Lima passa a atender na Clínica Mais Vida ampliando quadro de especialistas

Preço do litro da gasolina cai R$ 0,70 em Brumado; queda começou no início de abril

Brumado: Moradores cobram da prefeitura o conserto de bueiro no bairro do Tanque


Irritado com choro, pai espanca filho por três horas até a morte

Foto: Divulgação

A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu, na última quarta-feira (27), os pais de um bebê de três meses que foi espancado até a morte. Eles são suspeitos de matar um recém-nascido, que sofreu agressões consecutivas. Em depoimento, a mãe Ana Carolina, de 19 anos, relatou que o pai Alexandre, de 23, teria agredido o filho das 19h até às 22h. Quando ela colocou o bebê para dormir, percebeu que a respiração estava fraca e acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A criança teve diversas paradas cardiorrespiratórias e morreu no Hospital da cidade Andradas (MG). Conforme a Polícia, a mãe contou que as agressões aconteceram porque a criança estava chorando. O pai nega as agressões. Segundo o delegado responsável pelo caso, os pais demonstraram frieza durante o depoimento. “A mãe relatou, bastante serena, que o pai arremessou a criança no berço, e que, inclusive, o móvel estalou. Ela disse que não queria que ele fizesse, mas não fez nada pra ele parar”, disse o delegado Fabiano Mazzarotto Gonçalves. O casal foi preso e encaminhado para o Presídio de Andradas. Eles vão responder por homicídio qualificado e podem cumprir pena de reclusão de 12 a 30 anos.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário