ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Caminhão tomba em ribanceira e deixa feridos em Conquista

Brumado: Irregularidades em Licitação pode ser um dos motivos de impeachment do Prefeito

Polícia desarticula quadrilha de receptação de caminhões furtados em Guanambi

Brumado: Em patrulhamento pelo bairro Dr. Juracy, Polícia apreende drogas

LEM: Homem é suspeito de agredir companheira e colocar fogo na casa

46ª CIPM inicia campanha contra a violência doméstica na região de Livramento de Nossa Senhora

Embasa lança Agência Virtual com diversos serviços

Auxílio de R$ 600 tira temporariamente 72% da extrema pobreza, diz ministério

Pagamento do Fies está suspenso até dezembro

Hemoba tem estoque crítico de bolsas de sangue por causa de queda nas doações

Faça seu exame de PSA no LAB

Brumado chega a 247 casos do novo coronavírus e 56 em tratamento

Cerca de meia tonelada de maconha é apreendida em Campo Formoso e Curaçá

Rui diz que cidades com aumento de casos da Covid-19 terão medidas mais duras de restrição

Tanhaçu registra primeiros casos de contaminação pelo novo coronavírus

86% das prefeituras baianas estão irregulares na transparência dos gastos com Covid-19, aponta TCM

Homem ateia fogo em residência e tira a própria vida no município de Livramento de Nossa Senhora

Brumado: Mesmo sendo na modalidade 'pregão presencial', população questiona contrato entre Câmara e casa de peças no valor de 122 mil

Pré-candidato a vereador é preso com carro de luxo roubado em Contendas do Sincorá


Brumado: Equipe do Samu relata dificuldades para chegar em alguns bairros e na zona rural devido ao crescimento da cidade

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

A reportagem do 97NEWS visitou a sede do SAMU Regional que fica localizado no Complexo do Hospital Professor Magalhães Neto, em Brumado. Em entrevista a nossa reportagem, o coordenador de enfermagem, Luiz Carlos, relatou as dificuldades que os motoristas enfrentam diariamente, durante os trajetos pelos bairros de Brumado, na tentativa de atender as ocorrências. De acordo com Carlos, com o crescimento da cidade, novos bairros foram surgindo e cada informação detalhada que as pessoas dão na hora do atendimento, ajuda na chegada rápida do resgate. “A Central de Regulação, não só Brumado, mas como no país todo trabalha com um protocolo, ou seja, quando o solicitante liga, quem atende a ligação é o Técnico de Regulação, e já com os dados principais da vítima, ele encaminha para o médico, e dependendo da situação esse médico vai definir que tipo de viatura vai liberar para a ocorrência”, revelou o médico. Mas o que ocorre, segundo o profissional, é que ao passar algumas informações, as pessoas detalhem mais o local em que ele está, principalmente se for em ruas novas. O enfermeiro também aproveitou para chamar a atenção dos motoristas, que muitas vezes vê a ambulância com a sinalização se aproximando, e não da preferência. 

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

E conforme Luiz, esses segundos pode acabar tirando a vida da vítima, ou causando sequelas maiores. "Temos uma dificuldade muito grande na passagem do veículo de emergência por algumas avenidas da cidade, alguns não respeitam a viatura, e simplesmente não abrem espaço", comentou o coordenar que também frisou que aos poucos, o trânsito brumadense vem se reeducando. De acordo com a regra básica de trânsito, os motoristas que estiverem à frente de uma ambulância, os mesmo devem entrar à direita da avenida ou rua e deixar a faixa à esquerda livre para veículos de emergência. Durante nossa reportagem, Luiz Carlos disse ainda que outra grande dificuldade é os atendimentos na zona rural, que além de ser extensa, tem nomes parecidos. "Sempre que atendemos uma ocorrência da zona rural, tentamos extrair o máximo de informações do solicitante, uma vez que, muitas comunidades tem nomes parecidos, ou ficam distantes", relatou o enfermeiro, que destacou a importância de uma pessoa, seja ela parente ou amiga da vítima vir de encontro com a Ambulância, para facilitar na chegada do socorro. "É muito importante que na hora que foi solicitado a emergência, após a saída da viatura, sempre que for possível, uma pessoa aguardar na entrada da comunidade, porque muitas vezes o condutor se perde, por conta de várias entradas que existem naquela mesma comunidade. E se haver alguém que venha de encontro, facilita ainda mais no atendimento", afirmou Carlos.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário