ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Governo federal vai cortar R$ 8,2 bi em verbas de ministérios

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Peritos médicos do INSS encerram greve e voltam a atender na próxima segunda (23)

Bahia: IBGE divulga resultado da seleção do Censo 2022

Em visita à Brumado, ACM Neto critica segurança pública da Bahia

Governo do Estado vai autorizar obras de abastecimento de água, estrada e esportes em Brumado

Elon Musk visita o Brasil para discutir conectividade e proteção da Amazônia

Você sabe quando deve consultar o endocrinologista? Especialista da Clínica Mais Vida orienta sobre principais sintomas

Mais de 12 mil raios atingiram Bahia na última quarta-feira, dia 18

Estado da Bahia utilizará mesma tecnologia em segurança usada em Nova Iorque

Garimpo ilegal movimentou mais de R$ 200 milhões no Brasil

Brumado: Superintendente da SMTT acredita que ‘polêmica’ com radares é apenas uma questão de adaptação

Brumado: Em coletiva, pré-candidato ACM Neto critica péssimos índices na segurança da Bahia e defendeu mudança de postura


Poderes divergentes: Enquanto a Câmara decreta ponto facultativo de três dias, prefeito diz que funcionários do executivo vão trabalhar

Foto: Composição l 97NEWS

A Câmara Municipal de Brumado decretou ponto facultativo para os servidores da casa legislativa na segunda-feira, dia 4. A folga extra emenda com o dia 5 (terça-feira), e quarta de cinzas, em 6 de março. Com isso, o servidor vai ter cinco dias de folga, incluindo o fim de semana. O decreto foi divulgado no Diário Oficial da Câmara. Mas divergindo os poderes, a Prefeitura de Brumado revogou a compensação que também reconhecia o feriado, de forma que, neste período, os seus servidores irão trabalhar normalmente. Sabendo do corte no ponto facultativo, nos últimos dias, surgiram polêmicas por parte do funcionalismo público. A iniciativa do prefeito gerou críticas dos servidores, principalmente alegando que muitas empresas não irão abrir em determinados dias, sendo assim, impossível de dar andamento em alguns documentos. Além disso, representa um custo para os cofres públicos, que já estão com o orçamento de folha em seu limite, o que poderia ser evitado ou compensado em obrigações trabalhistas, assim como todo e qualquer trabalhador na iniciativa privada.



Comentários

  • Edvaldo Borges de Oliveira

    "Bom dia isso é uma vergonha qui o Prefeito Eduardo Vasconcelo está fazendo com os servidores públicos municipais só vaze uma denuncia no ministério público estadual "

Deixe seu comentário