ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Fura-filas da vacinação não terão direito à segunda dose e poderão ser presos

Morre em decorrência da Covid-19 o médico de 44 anos, Dr. Lívio

New Kenko Purificadores: Beba água de qualidade e garanta a saúde para sua família

Brumado: Sem espetáculos há quase oito meses, circo volta a realizar apresentações ao público

Justiça Federal nega liminar contra prefeito de Candiba que furou fila de vacinação

Falso policial civil é preso por aplicar golpe em Livramento de Nossa Senhora

Super promoção da Loja Império 10: duas peças por somente R$ 15

Brumado: Município recebe 480 doses do imunizante desenvolvido pela universidade de Oxford

RotSat: Rastreamento de veículos ou de sua frota!

Brumado chega à 47 óbitos por conta da Covid-19

Pax Nacional sempre ao seu lado

Bancário brumadense de 52 anos morre em decorrência da Covid-19

Polícia encontra depósito clandestino de combustíveis em Itapetinga

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado


Poderes divergentes: Enquanto a Câmara decreta ponto facultativo de três dias, prefeito diz que funcionários do executivo vão trabalhar

Foto: Composição l 97NEWS

A Câmara Municipal de Brumado decretou ponto facultativo para os servidores da casa legislativa na segunda-feira, dia 4. A folga extra emenda com o dia 5 (terça-feira), e quarta de cinzas, em 6 de março. Com isso, o servidor vai ter cinco dias de folga, incluindo o fim de semana. O decreto foi divulgado no Diário Oficial da Câmara. Mas divergindo os poderes, a Prefeitura de Brumado revogou a compensação que também reconhecia o feriado, de forma que, neste período, os seus servidores irão trabalhar normalmente. Sabendo do corte no ponto facultativo, nos últimos dias, surgiram polêmicas por parte do funcionalismo público. A iniciativa do prefeito gerou críticas dos servidores, principalmente alegando que muitas empresas não irão abrir em determinados dias, sendo assim, impossível de dar andamento em alguns documentos. Além disso, representa um custo para os cofres públicos, que já estão com o orçamento de folha em seu limite, o que poderia ser evitado ou compensado em obrigações trabalhistas, assim como todo e qualquer trabalhador na iniciativa privada.



Comentários

  • Edvaldo Borges de Oliveira

    "Bom dia isso é uma vergonha qui o Prefeito Eduardo Vasconcelo está fazendo com os servidores públicos municipais só vaze uma denuncia no ministério público estadual "

Deixe seu comentário