ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Governo federal vai cortar R$ 8,2 bi em verbas de ministérios

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Peritos médicos do INSS encerram greve e voltam a atender na próxima segunda (23)

Bahia: IBGE divulga resultado da seleção do Censo 2022

Em visita à Brumado, ACM Neto critica segurança pública da Bahia

Governo do Estado vai autorizar obras de abastecimento de água, estrada e esportes em Brumado

Elon Musk visita o Brasil para discutir conectividade e proteção da Amazônia

Você sabe quando deve consultar o endocrinologista? Especialista da Clínica Mais Vida orienta sobre principais sintomas

Mais de 12 mil raios atingiram Bahia na última quarta-feira, dia 18

Estado da Bahia utilizará mesma tecnologia em segurança usada em Nova Iorque

Garimpo ilegal movimentou mais de R$ 200 milhões no Brasil

Brumado: Superintendente da SMTT acredita que ‘polêmica’ com radares é apenas uma questão de adaptação

Brumado: Em coletiva, pré-candidato ACM Neto critica péssimos índices na segurança da Bahia e defendeu mudança de postura


Gerente de banco envolvido em confusão com cliente que levou 'mata-leão' foi afastado

Foto: Reprodução l G1

O gerente da Caixa Econômica Federal envolvido em uma confusão com um cliente em Salvador foi afastado das atividades. O empresário Crispim Terral, de 34 anos, relatou que, em 19 de fevereiro, foi vítima de racismo e agredido por policiais militares acionados pelo gerente. Ele postou a denúncia nas redes sociais. O post foi acompanhado de um vídeo que mostra o momento em que Terral leva um "mata-leão" de um policial. Na manhã de quarta-feira (27), ele foi até a 1ª Delegacia, em Salvador, para denunciar o gerente do banco que aparece na imagem pedindo que os policiais o algemassem. No vídeo, o gerente diz: "Não negocio com esse tipo de gente". Já a Caixa informou que abriu uma apuração, sob responsabilidade da corregedoria da empresa, para apurar o caso. O banco disse que repudia práticas e atitudes de discriminação cometidas contra qualquer pessoa e que, nesta quinta-feira (28), vai realizar um treinamento específico com toda rede de atendimento para reforçar a política de relacionamento com clientes. Para ele, a decisão da Caixa pelo afastamento do gerente só foi tomada por conta da repercussão negativa. Terral afirmou que, após sair da delegacia, ele e os advogados iriam ao Ministério Público (MP) para fazer uma denúncia. Ele agradeceu às mensagens de apoio que tem recebido. "Tenho recebido muitas mensagens, muitas ligações, por segundo na verdade. Para mim é muito significante, muito gratificante, ter esse apoio do Brasil, de todas essas pessoas que estão sensibilizadas por essa situação. Então, fico feliz por também ser um incentivo a todos os negros, todas as negras lindas do Brasil, e digo para elas que lutem, que digam não ao racismo, digam não ao preconceito."



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário