ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Bahia completa um ano de vacinação contra Covid-19 e redução de taxa de mortalidade

Livramento de Nossa Senhora: Homem é preso acusado de trafico drogas em bar

Brumado registra 140 casos ativos de Covid-19

ACM Neto testa positivo para Covid-19 e cancela agenda em Brumado e Região

Homem tenta escapar da polícia, mas é alcançado e preso com mais de meia tonelada de maconha

Brumado: Prefeitura libera consumo fora das dependências do Restaurante Popular

Brumado: Motociclista e passageiro são arremessados durante colisão em frente ao Fórum; vídeo

Brumado: Criança de 4 anos morre após carro capotar na BA-148

Brumado: Radar é instalado para controle de velocidade próximo ao Terminal Rodoviário

Brumado: Secretaria de Saúde inicia vacinação para crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19

Papa Francisco reza pelas vítimas das enchentes no Brasil

Rui Costa ameaça reduzir 'drasticamente' público em eventos

MP-BA aciona operadoras telefônicas Claro, Vivo, Tim e Oi por vazamento de dados pessoais

Brumado: Funcionários demitidos da Endicon realizam 4º dia de manifestação em busca de receber salários e rescisões

Gel Sol: Intelbras lança novos inversores e luminária inteligente

Tempestade em Minas Gerais deixa vias alagadas, arrastam veículos e inunda hospital

Acesse a TV Templo dos Milagres no Youtube e seja abençoado

Os melhores aromatizantes para ambientes você encontra na Império Utilidades

Governo Federal e Caixa iniciam o pagamento do Auxílio gás

Conheça o kit 'Barriga Tanquinho' de Marcelo Esportes


Brumado: 'Não tem a mínima responsabilidade' diz moradora do bairro Dr. Juracy contra a prefeitura após perder os móveis na madrugada de segunda (17)

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Moradora do bairro Dr. Juracy, em Brumado se queixa de um problema incomum. Segundo ela, a empresa terceirizada da prefeitura pode ser a responsável pelo alagamento que atingiu a rua Ruy Barbosa. "Olha a situação da minha casa, por causa de um serviço mal feito da prefeitura. Um serviço que já tem mais de cinco meses", diz a Baiana do acarajé, Valdelice. Ela mora perto do local onde a prefeitura está construindo um muro de arrimo. A baiana diz ainda que a empresa aterrou a rua e não deixou a saída da água. "Perdir meus móveis, eletrodomésticos e os preparos para o acarajé", conta. A enxurrada foi na madrugada de segunda-feira (17) e assustou os moradores. 

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

"É uma coisa que vem de repente e inexplicável. Você vê a água entrando e não tem o que fazer. Meu filho que foi lá fora e quebrou o muro para não alagar outras casas", diz Val do do Acarajé. Quem vive no bairro diz que não entende porque construir muro de arrimo, e não deixar o escoamento de água. "Já foram lá e conversaram com eles [empresa] e ninguém falou nada", conta Val. Há 28 anos, morando na localidade, a Baiana disse que nunca viveu esse momento. “A água deu nos peitos do meu filho. Foi muita água, um drama horrível. Minhas coisas estão todas acabadas, está tudo destruído. Não imagino o que será da minha vida”, relatou. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário