ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Fura-filas da vacinação não terão direito à segunda dose e poderão ser presos

Morre em decorrência da Covid-19 o médico de 44 anos, Dr. Lívio

New Kenko Purificadores: Beba água de qualidade e garanta a saúde para sua família

Brumado: Sem espetáculos há quase oito meses, circo volta a realizar apresentações ao público

Justiça Federal nega liminar contra prefeito de Candiba que furou fila de vacinação

Falso policial civil é preso por aplicar golpe em Livramento de Nossa Senhora

Super promoção da Loja Império 10: duas peças por somente R$ 15

Brumado: Município recebe 480 doses do imunizante desenvolvido pela universidade de Oxford

RotSat: Rastreamento de veículos ou de sua frota!

Brumado chega à 47 óbitos por conta da Covid-19

Pax Nacional sempre ao seu lado

Bancário brumadense de 52 anos morre em decorrência da Covid-19

Polícia encontra depósito clandestino de combustíveis em Itapetinga

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado


Após tragédia em Brumadinho, vereador alerta para risco de rompimento da barragem Luiz Vieira em Rio de Contas

Foto: Divulgação

Depois da tragédia que aconteceu no município de Brumadinho, em Minas Gerais na tarde da última sexta-feira (25), onde o mar de lama destruiu casas e várias pessoas morreram e, outras ainda estão desaparecidas. Vários ambientalistas, engenheiros, autoridades pública e outros especialistas reagiram ao rompimento da barragem da mineradora Vale. E um desses que vem ecoando o alerta de perigo, principalmente na Região da Chapada Diamantina, é o vereador da cidade de Rio de Contas, Vinicius Costa (PSDB). Nesta quarta-feira (30), em entrevista a imprensa ele alertou para o risco de rompimento da barragem Luiz Vieira, que foi inaugurada em 1983. Segundo ele, a represa, que tem capacidade para 103 milhões de m³, tem hoje 22 milhões e pode romper por causa do baixo nível de água. “Muito tempo sem água pode trincar, rachar e romper. Há uma grande preocupação da comunidade. Recebo mensagem todos os dias. E eu não posso fazer nada além de publicizar isso”, declarou o tucano, em entrevista ao Bahia Notícias. Costa pede que os órgãos federais (como Departamento Nacional de Obras Contra as Secas) e estaduais fiscalizem a barragem. “A gente não pode mais conviver com a dúvida sobre o rompimento. Não podemos esperar que uma tragédia aconteça para dizer o que fará”, pontuou.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário