ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

MP cobra solução de captação irregular de água no Distrito de Cristalândia, em Brumado

Atleta brumadense representará o Brasil durante Campeonato Sul-Americano de Fisiculturismo em São Paulo

Brumado: Polícia encontra pé de maconha em casa no bairro Malhada Branca

Governo da Bahia proíbe shows e festas com qualquer número de participantes

Brumado: Mulher fura companheiro com chave de fenda no braço

CICOM de Brumado tem novo coordenador; Capitão Felipe Barcellos

Dezembro tem a cor laranja: Clínica Mais Vida entra na campanha de prevenção do câncer de pele

Empesa pinta faixa de sinalização em cima de buraco em rodovia que liga a BA-148 ao distrito de Itaquaraí

Justiça de Brumado dá ganho de causa a servidor público que foi transferido após eleições

Brumado registra 79 novos casos do Coronavírus em 24h

Segunda onda na Bahia pode trazer cenário mais grave do que no pico da pandemia, diz Sesab

'Comando Vermelho não entrou na Bahia', garante secretario de Segurança Pública

Gás de cozinha fica 5% mais caro a partir desta quinta-feira (3)

Brumado: 20ª Coorpin receberá nova viatura do Governo do Estado

Após alta durante pandemia, preço de material de construção volta a cair em Brumado

Músico acusa Safadão de não pagar direitos de música e quer R$ 4,5 mi de indenização

Vitória da Conquista registra média de 30 casos por mês de golpes de venda de veículos

Pfizer pressiona Brasil sobre acordo para a vacina do coronavírus

Covid-19: Três cidades baianos não usavam nem telefone para atender usuários, aponta IBGE

Brumado registra mais de 3 mil casos confirmados de coronavírus


Presidente: Bolsonaro diz que fará um governo 'defensor da Constituição, da democracia e da liberdade'

Foto: Divulgação

O presidente da República eleito Jair Bolsonaro (PSL) afirmou neste domingo (28), ao ler o discurso da vitória na porta da casa dele, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, que o novo governo será um "defensor da Constituição, da democracia e da liberdade". Jair Bolsonaro derrotou Fernando Haddad (PT) no segundo turno e tomará posse como presidente da República em 1º de janeiro de 2019. De acordo com a apuração do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com 96,27% das urnas apuradas, ele havia recebido 56,1 milhões de votos (55,49%). "Faço de vocês minhas testemunhas de que esse governo será um defensor da Constituição, da democracia e da liberdade. Isso é uma promessa, não de um partido, não é a palavra vã de um homem, é um juramento a Deus", afirmou. Bolsonaro afirmou no discurso que assumiu o compromisso de fazer um “governo decente”, formado por pessoas com o propósito de transformar o Brasil em uma “grande, próspera, livre e grande nação”. Ao G1, Bolsonaro declarou que a “liberdade é um princípio fundamental” e citou como exemplos a liberdade de ir e vir, político e religiosa, de informar e de ter opinião e de fazer escolhas. Antes do discurso da vitória, Bolsonaro fez uma transmissão ao vivo pelo Facebook na qual disse que pretende "resgatar o Brasil". "Estou muito feliz, e missão não se escolhe nem se discute, se cumpre. Nós juntos cumpriremos a missão de resgatar o nosso Brasil", declarou o presidente eleito. Depois da transmissão no Facebook, Bolsonaro participou de uma corrente de oração conduzida pelo senador Magno Malta, na porta da casa dele. Jair Bolsonaro (PSL) ora com apoiadores para agradecer vitória nas eleições Central das Eleições 2018.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário