ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Governo federal anuncia que vai comprar 46 milhões de doses da vacina chinesa

Brumado: Em mais uma operação, Embasa descobre e retira 'gatos' de água na região dos 'Sem Terra'

Decreto presidencial libera uso das Forças Armadas para a segurança das eleições 2020

Brumado: Colisão entre carro e ônibus deixa duas vítimas com ferimentos na BA-262

Brumadense é uma das vítimas na explosão de caminhão da EPCL em Cocos

Brumado: Apdemb inaugura sede própria e dá posse à nova diretoria

Ampliando quadro de especialistas Clínica Mais Vida firma parceria com Dr. Clênito Monteiro

Brumado registra 16 novos casos de coronavírus nas últimas 24h

Caminhão da empresa EPCL explode e mata pelo menos três pessoas no Oeste da Bahia

Covid-19: Profissionais de saúde de Brumado recebem cartas de apoio durante o combate a pandemia

Brumado: Cresce a procura por plantas para ter natureza dentro de casa durante isolamento social

Iguaí: Homens invadem casa e matam menino de 7 anos

Sem Réveillon e Carnaval, Ecad estima queda de R$ 35,8 mi em arrecadação

Prefeitura vai desapropriar 5 imóveis para ampliação de escolas em Brumado

Brumado: Venha conhecer a loja Império 10

Registros de armas de fogo aumentam 120% em 2020 no Brasil

Gel Sol: Uma empresa especializada em renovar o seu Consumo de Energia!

Estudo comprova presença do coronavírus no cérebro de pacientes

Mulher é presa com 45 mil comprimidos usados no golpe 'Boa Noite Cinderela'

Brasil não terá horário de verão pelo segundo ano consecutivo


Espírito Santo elege primeiro senador gay do Brasil desbancando aliado de Jair Bolsonaro

(Foto: Divulgação)

Primeiro senador homossexual do Brasil, Fabiano Contarato (Rede) foi campeão de votos no Espírito Santo. Ele conquistou uma das duas vagas para o Senado e deixou de fora o senador Magno Malta (PR-ES), conhecido por demonstrações de LGBTfobia. Contarato foi eleito com 31,15% votos válidos. Contarato é casado e tem um filho adotivo de 4 anos. “Sempre quis ser pai até que tomei coragem e me habilitei no processo de adoção. Quando cheguei na casa a porta tinha um vidro quebrado e vi um garotinho abaixando a cabeça para olhar. Transformou a minha vida”, contou.  O novo senador adota um tom discreto em relação a sua orientação sexual e nos discursos e publicações nas redes sociais reforça o lado religioso e a defesa de punições mais rígidas para crimes. Em discurso após a vitória, ele lamentou ter sido alvo de fake news. “Jamais imaginei que fosse ser vítima de um ato de tamanha violência como fizeram com meu filho”, afirmou. De acordo com a Gazeta Online, circulou uma imagem de Contarato com a família com informações enganosas de que defenderia cartilhas nos moldes do projeto apelidado de “kit gay”. Elaborado pelo MEC (Ministério da Educação) em 2011, o “Escola sem Homofobia” tinha como objetivo combater a discriminação contra pessoas LGBT desde o ensino fundamental, mas nunca saiu do papel. Circulou ainda que o senador disse em entrevista a veículos de comunicação ser a favor de uma cartilha sobre orientação sexual, mas que o assunto deveria ser submetido à consulta popular. Também foi veiculado que ele era favorável a legalização do aborto, embora seja contra. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário