ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Bahia: Roças com 120 mil pés de maconha são descobertas em Curaçá

Empresa brumadense vai investir R$ 8 milhões na cidade e gerar novos empregos

Embasa descobre novas ligações clandestinas no distrito de Lagoa Funda, em Brumado

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Sesab afirma que está preparada para vacinar 5,08 milhões de pessoas na Bahia

Passa valer a partir desta sexta-feira (15), o aumento no número de vagas e novos preços na Área Azul

Queima de pneus usados contamina residencial Brisas com fumaça tóxica

Exames Laboratoriais na Clínica Mais Vida - excelência de qualidade com maior comodidade

Brumado registra a 46ª morte por conta do Coronavírus


Moradores denunciam desmatamento na Vila Presidente Vargas em Brumado

Vários pés de gameleira já foram arrancados no local que fica na faixa de servidão da ferrovia da FCA (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

A crise severa que passa o planeta na área ambiental, que vem despertando a consciência humana, vem provocando repúdio às ações de crimes contra o meio ambiente, sendo o desmatamento um dos principais. Neste contexto, atitudes desta natureza têm que ser devidamente repudiadas e, foi esse o sentimento de vários moradores da Vila Presidente Vargas em Brumado, os quais, ao se depararem na tarde desta sexta-feira (14) com uma ação de derrubada de várias figueiras mata-pau, as populares gameleiras, que, mesmo sem estarem inseridas no grupo de vegetação protegida pelo código ambiental, são consideras muito benéficas, já que funcionaram como uma espécie de filtro contra os poluentes que são expelidos por uma empresa mineradora que atua no município.

Moradores e um vigilante da empresa mineradora solicitaram que a ação de desmatamento fosse encerrada (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

Segundo o porta-voz da denúncia, que pediu reserva de identidade, 3 homens estavam cortando as referidas árvores, que fica na área de servidão da rodovia da FCA, próximo à Vila de Catiboaba, quando os moradores chegaram junto com um vigia da empresa e solicitaram que a ação de desmatamento fosse interrompida. Os mesmos alegaram que tinham recebido uma ordem de um vereador para realizar o serviço, mas não tinham nenhuma autorização oficial nesse sentido. O 97NEWS buscou contato com a assessoria do referido vereador para tentar esclarecer a situação, mas não obtivemos êxito. Tentamos contato com o secretário municipal de Agricultura, Charles Granger, mas não também não conseguimos contato. Existe a possibilidade de que a ação possa mesmo ter uma autorização do município, o que deixamos aqui todos os espaços para os devidos esclarecimentos.

No local também vêm sendo despejado muito entulho (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)


Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário