ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Covid-19: cai de 12 para 8 semanas prazo entre as doses da AstraZeneca

Presidente da Alba assume interinamente o governo da Bahia após viagem de Rui e Vice

MP-BA recomenda que Guanambi desalugue prédio da Cultura após erros em licitação

Brumado tem 100,3% da população acima de 12 anos vacinada com a primeira dose

Bahia: Menino de 11 anos cria simulador para jogos de celular com materiais recicláveis

SSP-BA recebe empresas para contratação de câmeras corporais

Psicóloga Paula Machado aborda o tema: Sabemos lidar com as perdas?

Brumado: Um ano depois, 'funileiro' termina veículo inspirado no modelo WT

Operação Nossa Senhora Aparecida: PRF apreende cerca de R$ 2,5 milhões em drogas nas estradas da Bahia

Brumado: Após bloqueio de moradores, SMTT remove pneus de via no Apertado do Morro

Bahia: No combate a violência doméstica e tráfico de drogas, Polícia deflagra ação no interior

Brumado: Presidente da Câmara é vítima de fake news e denuncia crime à Polícia Cívil

STF derruba lei que liberava venda de remédios para emagrecer

Salvador: PM apreende armamento e drogas durante evento de paredão

Durante live, Bolsonaro volta a defender 'kit covid'

Bahia: Cerca de 14 mil processos de suspensão de CNHs serão arquivados

Brumado: Sindsemb homenageia os professores com mensagem de agradecimento e valorização

STJ autoriza retorno de Maurício Barbosa ao cargo de delegado da PF

Major Leila Silva realiza visita institucional a presidente da Câmara de Brumado

Brumado: TOR apreende produtos eletrônicos sem nota fiscal na BR-030


Eleições 2018: Justiça demonstra que será implacável contra postagens de ofensa pessoal entre candidatos e correligionários no Whatsapp

(Imagem Ilustrativa)

Com o início da campanha eleitoral de 2018, ficou claro que as redes sociais, em especial o aplicativo de mensagens Whatsapp, será um dos “terrenos” mais explorados pelos candidatos, não só pelo dinamismo e propagação do mesmo, mas também porque, ainda, muitos pensam que a referida plataforma é uma espécie de “terra sem lei”, onde tudo pode. Só que a realidade é bem diferente do que esse pensamento, tanto que a Justiça, tanto a Eleitoral como a Cível, já dão demonstrações de que serão implacáveis contra os candidatos, ou seus correligionários, que utilizarem de artifícios como a ofensa pessoal, injúria e calúnias, essas últimas que se enquadrariam nas cada vez mais combatidas Fake News. Em Brumado, uma representação ajuizada pelo candidato à reeleição, Vitor Bonfim contra o vice-prefeito de Brumado, Édio Pereira, já sinalizou nesse sentido. O pedido de concessão liminar de medida de urgência, sob o fundamento da prática de propaganda eleitoral negativa extemporânea que teve como relatora a juíza Carmem Lúcia Santos Pinheiro, apontou que, além da questão eleitoral, que existiu ofensa pessoal e ridicularização do representante, sendo que o representado teve sob si a determinação de retirar imediatamente as postagens ofensivas, bem como ficar impedido de efetuar novas veiculações da mensagem impugnada. Segundo informações colhidas junto a assessores do candidato Vitor Bonfim, após a decisão eleitoral, será dada entrada uma representação na Vara Crime e Cível, pedindo ressarcimento de danos morais ao vice-prefeito Édio Pereira, que já declarou estar totalmente arrependido do fato. Então fica aqui o alerta para os candidatos, correligionários, cabos eleitorais e simpatizantes para pensar uma dezena de vezes antes de postarem mensagens ofensivas nos grupos de Whatsapp, porque a possibilidade de uma punição por parte da justiça é bem factível. Confira a referida representação (Clique). 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário