ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Covid-19: cai de 12 para 8 semanas prazo entre as doses da AstraZeneca

Presidente da Alba assume interinamente o governo da Bahia após viagem de Rui e Vice

MP-BA recomenda que Guanambi desalugue prédio da Cultura após erros em licitação

Brumado tem 100,3% da população acima de 12 anos vacinada com a primeira dose

Bahia: Menino de 11 anos cria simulador para jogos de celular com materiais recicláveis

SSP-BA recebe empresas para contratação de câmeras corporais

Psicóloga Paula Machado aborda o tema: Sabemos lidar com as perdas?

Brumado: Um ano depois, 'funileiro' termina veículo inspirado no modelo WT

Operação Nossa Senhora Aparecida: PRF apreende cerca de R$ 2,5 milhões em drogas nas estradas da Bahia

Brumado: Após bloqueio de moradores, SMTT remove pneus de via no Apertado do Morro

Bahia: No combate a violência doméstica e tráfico de drogas, Polícia deflagra ação no interior

Brumado: Presidente da Câmara é vítima de fake news e denuncia crime à Polícia Cívil

STF derruba lei que liberava venda de remédios para emagrecer

Salvador: PM apreende armamento e drogas durante evento de paredão

Durante live, Bolsonaro volta a defender 'kit covid'

Bahia: Cerca de 14 mil processos de suspensão de CNHs serão arquivados

Brumado: Sindsemb homenageia os professores com mensagem de agradecimento e valorização

STJ autoriza retorno de Maurício Barbosa ao cargo de delegado da PF

Major Leila Silva realiza visita institucional a presidente da Câmara de Brumado

Brumado: TOR apreende produtos eletrônicos sem nota fiscal na BR-030


Diretora da Uneb fala sobre o impasse do Curso de Pedagogia; ‘quem vai sair perdendo é Brumado’, afirma

A diretora do Campus XX da Uneb em Brumado afirma que assim que receber a carta precatória o Curso de Pedagogia será suspenso (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

Brumado continua com a sua saga em buscar de todas as formas a ampliação da oferta de cursos universitários, que é uma das principais demandas educacionais do município. Diante deste desafio, um episódio que tem como protagonista o Campus XX da Uneb acaba chamando novamente a atenção para essa carência que não vem tendo o “feedback” esperado por parte dos governantes. O impasse em questão está sendo gerado por uma ação popular movida pela advogada Magda David, que é também graduada em Letras, que teve a anuência do Juiz da Vara da Fazenda de Caetité, Eduardo Brito, o qual sentenciou a reitoria e a diretoria da Uneb a suspender imediatamente o Curso de Pedagogia que foi implantado recentemente pela referida universidade.

Com a mudança da sede, que trouxe a ampliação das salas de aula, o Curso de Pedagogia se tornou viável segundo a direção da entidade (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

Visando novas informações sobre a situação que pode tirar de Brumado um curso universitário importante, que tem atualmente 40 alunos, sendo 36 da cidade, o 97NEWS falou com a diretora do Campus XX,  Jaciara de Oliveira Sant’Anna Santos, que segundo informações de órgãos de imprensa locais, teria sido intimada para suspender o curso imediatamente, sob pena de multa e até de prisão. Mostrando serenidade, a diretora iniciou a sua argumentação explicando que “primeiramente fomos surpreendidas pela notícia da suspensão do curso de pedagogia no último dia 15 de agosto, diante disso, fomos para Salvador, onde mantivemos várias reuniões com a Reitoria e com o Projur, mas, pelo fato de não terem sido acionados até aquele momento, se decidiu pela continuidade do curso, que está sendo mantido até o momento”. Ela continuou narrando que “posso afirmar que assim que recebermos a carta precatória iremos suspender imediatamente o curso em questão, pois temos a total consciência de que decisão judicial não se questiona e sim se acata, mas, iremos tomar as medidas cabíveis no intuito de reverter a situação, pois sabemos da grande importância deste curso para Brumado” e emendou dizendo que “ainda existe uma carência enorme de professores com graduação em pedagogia, então, caso o curso seja mesmo suspenso, quem sofrerá é a educação, não só de Brumado, mas a da microrregião, pois vários desses futuros pedagogos iriam trabalhar em outros municípios”.

Documentos mostrados pela diretora apontam que existiu um referendo antes da implantação do referido curso (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

Questionada sob os critérios que levaram à implantação da referida disciplina, ela respondeu que “quando se abriu a possibilidade de se implantar um novo curso na Uneb há anos atrás e, com a mudança da sede em 2016, houve viabilidade para tal, então, como tinha sido realizada uma enquete,  tendo o curso de direito (que já tinha sido instituído) ficado em primeiro lugar e, em segundo, o curso de pedagogia, não tivemos dúvida em fazer logo a implantação. Então existe sim uma consulta pública que irá provar que, em momento algum, existiu uma decisão arbitrária de nossa parte. Somente atendemos o desejo da classe estudantil, além do que a decisão foi efetivada de forma interdepartamental com a Uneb de Guanambi, ou seja, todos os trâmites legais foram observados, é por isso que estamos atônitos com essa decisão, que, como já citei, irá trazer prejuízos para o setor educacional local, que ainda é muito carente de novos cursos”.  Por fim ela garantiu que “eu não atendi a decisão judicial porque, nem a reitoria e nem a direção do campus XX recebeu a carta precatória, assim que recebermos iremos cumprir a decisão, que isso fique bem claro”.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário