ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Mãe tenta vender filho por R$ 400 e foge do hospital após parto

Brumado: Homem é preso após matar companheiro da ex-namorada com golpes de faca no bairro do Mercado

Planejamento das Eleições Gerais 2022 é debatido na sede do TRE-BA

Barra da Estiva: PM apreende seis carros com suspeita de serem clonados

CGU aponta R$ 2,6 bi em desvios do Farmácia Popular

Eleições no Clube Social de Brumado: Chapa 2 quer renovação e inclusão das mulheres na gestão

Estados dizem que cumpriram lei e vão recorrer no STF sobre ICMS no diesel

Em mais uma decisão, justiça suspende licitação que pretendia privatizar serviços de água e esgoto em Brumado

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Neste domingo (15) haverá o fenômeno 'Lua de Sangue' triplamente especial

Sabadão! Tudo pronto para a festa 'Apaixona Brumado' no espaço Popeye Prime

STF suspende políticas estaduais sobre o ICMS do diesel a pedido do Governo Federal

Anvisa e Butantan se reúnem para tratar da CoronaVac para crianças

Idosa que passou 72 anos em situação análoga à escravidão é resgatada no rio no Rio

TSE conclui etapa de testes nas urnas eletrônicas sem encontrar falhas

PC desmonta quadrilha que roubou R$ 820 mil em joias e celulares no Oeste da Bahia

Veja os mais de 40 episódios do Tema Livre Podcast no nosso canal no Youtube

Cliente é indenizado em R$ 40 mil após ser chamado de 'Gaylileu' em cadastro de farmácia


Bolsonaro colocou em dúvida a lisura das eleições deste ano

(Foto: 97NEWS Conteúdo)

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, colocou em dúvida, ontem (30), a lisura do processo eleitoral de outubro.  "As eleições, de qualquer forma, estão sob suspeição", disse ele, durante entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura. O argumento, segundo ele, é que o sistema eletrônico de votação é suscetível a fraudes.  Entre outras coisas, o deputado afirmou duvidar da execução do jornalista Vladmir Herzog, durante a ditadura militar. "Suspeita-se que ele foi morto por ter sido encontrado enforcado a uma altura de um metro e 20. Mas duas operações recentes da Polícia Federal que levaram à prisão de um sequestrador de crianças... Ele foi preso e depois amanheceu enforcado numa cela", comparou. Bolsonaro disse ainda que, no século XVI, durante a escravidão, os negros eram entregues aos mercadores pelos próprios negros africanos. "Os portugueses nem pisavam na África, eram os próprios negros que entregavam os seus negros", afirmou. Sobre o fato de o Brasil ter ou não uma dívida com os negros por causa da escravidão, o candidato respondeu que não reconhece a existência dessa dívida: "Que dívida é essa, meu Deus do céu? Eu nunca escravizei ninguém na vida”.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário