ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Aracatu: Coelba desativa gatos de energia no município

Bahia: Detran capacita novos coordenadores de unidades de trânsito da capital e do interior

Brumado: Jovem tem bicicleta furtada dentro de casa no distrito de Lagoa Funda

Brumado: Clientes da Oi reclamam que telefones fixo e internet não funcionam

Tremor de terra é registrado em Jacobina

Faustão quebra o silêncio, confirma saída da Globo e não descarta deixar o país

Covid-19: Bahia já recebeu mais de meio milhão de vacinas imunizantes

Brumado confirma 27 novos casos de coronavírus nas últimas 24h

Jogador brumadense assina contrato com o Palmeiras por quatro anos

ONU defende que licenças para produção de vacinas sejam dadas ao Brasil e Índia

Bahia ultrapassa 84 mil pessoas que tomaram 1ª dose de vacina contra a Covid-19

Fura-filas da vacinação não terão direito à segunda dose e poderão ser presos

Morre em decorrência da Covid-19 o médico de 44 anos, Dr. Lívio

New Kenko Purificadores: Beba água de qualidade e garanta a saúde para sua família

Brumado: Sem espetáculos há quase oito meses, circo volta a realizar apresentações ao público

Justiça Federal nega liminar contra prefeito de Candiba que furou fila de vacinação

Falso policial civil é preso por aplicar golpe em Livramento de Nossa Senhora

Super promoção da Loja Império 10: duas peças por somente R$ 15

Brumado: Município recebe 480 doses do imunizante desenvolvido pela universidade de Oxford

RotSat: Rastreamento de veículos ou de sua frota!


Brumadenses acompanharam os 35 anos de trajetória do Grupo Galpão no espetáculo 'De Tempo Somos'

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Não se trata de uma peça, é um sarau com 25 canções de alguns de seus principais espetáculos e outras inéditas, combinadas com fragmentos de textos de autores como Baudelaire, Kerouac, Nelson Rodrigues, Tchékhov e Leminski. Em comum entre as diversas referências, está a questão da passagem do tempo, expressa desde o título. No espetáculo apresentado em Brumado neste final de semana, o repertório incluiu músicas de peças que ficaram marcadas na trajetória do Galpão. Já são três décadas dedicadas à pesquisa de linguagem. Para o agente cultural, Paulo Esdras, "de alguma forma, somos dinossauros nessa questão de resistência. Está difícil ver as pessoas saindo de casa para ter um convívio com a cultura, mas acredito que o teatro se tornará cada vez mais necessário. Ninguém aguenta mais essa coisa sem substância. Lutamos contra a vulgaridade no sentido de propor algo que tenha mais conteúdo, linguagem, pesquisa", comentou o incentivador cultural no município. 

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O grupo também vem lançando uma série de registros de seus trabalhos, incluindo livros, DVDs e um CD. Esse esforço do Galpão e de outras companhias brasileiras em deixar um legado se faz necessário em vista da falta de iniciativa do mercado editorial e do poder público. O sarau atraiu um grande público para a Praça Coronel Zeca Leite, onde os brumadenses puderam dar risadas e sentir grandes emoções. A peça, que tem direção de Lydia Del Picchia e Simone Ordones, superou as expectativas dos organizadores. A ideia do grupo, é retornar mais uma vez à cidade com uma estrutura ainda maior e um novo espetáculo. A data será definida pelos organizadores.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário