ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Petrobras põe direitos de potássio na Amazônia à venda

MP autoriza exploração de minérios nucleares por setor privado

Psicóloga atende na Pax Nacional; agende já sua consulta

Petrobras reduz preços de venda de gasolina para as distribuidoras a partir desta terça-feira (16)

Brumado: Vitimas do grave acidente na BR-030 foram identificadas

FGTS vai distribuir R$ 13,2 bilhões em lucro aos trabalhadores

Chegou em Brumado, Auto Diesel: O melhor preço da Bahia!

Brumado: Dois jovens morrem na BR-030 após moto ser atingida por carro

Pai tenta matar o próprio filho com golpe de faca em Tanque Novo

Brumado: Professora de matemática do IFBA sofre AVC e morre cinco dias depois

RotSat: Rastreamento de veículos ou de sua frota!

Eleitor tem até quinta-feira (18) para pedir voto em trânsito

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 27 milhões

Universidades Estaduais Baianas apoiaram Carta Aberta à Democracia

Brumado: Duas mulheres ficam feridas em acidente na BA-148

Deputados e senadores querem aumentar os seus salários para R$ 36,8 mil


Nenhum político saiu beneficiado da greve dos caminhoneiros para 61% dos brasileiros, diz Datafolha

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Uma pesquisa feita pelo Datafolha aponta que 61% dos entrevistados acreditam que nenhum político em especial se beneficiou com a paralisação dos caminhoneiros. Foram ouvidas 1.500 pessoas pelo instituto de pesquisa.  A margem é de três pontos para mais ou menos. Ainda de acordo com a pesquisa, 27% dos entrevistados afirmam não opinião formada sobre o assunto. Michel Temer foi o político mais citado, com 3%. As menções ao presidente não mostraram uma satisfação, uma reprovação de 77% das pessoas entrevistadas. Quando perguntados se a greve influenciará na escolha para presidente, 57% dos ouvintes acreditam que isso não acontecerá. 38% acreditam que a paralisação deve sim interferir nas eleições. Só 5% não souberam opinar.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário