ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: SMTT realiza ações na 'Semana Nacional de Trânsito 2021'

Números de Covid na Bahia não são divulgados por falha no sistema do governo federal

Município de Guanambi é condenado a indenizar donos de carro atingidos por queda de árvore

Foi preso em SP o suspeito de cometer latrocínio em Paramirim

Brumado: Parentes, amigos e colegas dão último adeus a Daniel Simurro

Osmar Botelho é o novo presidente da Auditoria Pública Cidadã Baiana

Mais de 600 mil doses de vacinas serão distribuídas na Bahia nesta terça

Brumado: Venha conhecer a loja Império Utilidades

Jornalista Daniel Simurro morre aos 58 anos em Brumado

Brumado: Há 19 dias município não registra morte por Covid-19

Guanambi: Rui entrega reforma de estrada e autoriza R$ 35 milhões em ações

Brumado: Blogueiro Daniel Simurro é internado após mal súbito em sua residência

Brumado: Sindicato dos Mineradores denuncia assédio moral em empresa de refino de talco

Brumado retoma vacinação de adolescentes com 16 e 17 anos nesta terça-feira (21)

Novas chamas atingem Chapada Diamantina entre Mucugê e Lençóis

Caetité lidera produção mineral baiana em agosto

Em carta, governadores desmentem Bolsonaro sobre alta da gasolina

Brumado: Manifestantes protestam contra Bolsonaro e prefeito Eduardo Vasconcelos em praça pública

Brumado: Após 1 ano e cinco meses, grupos de capoeira retornam com encontros em praças

Tem novidade na Gel Sol, sua representante Intelbras na Bahia


Sudoeste: Festas de São João ficam ameaçadas mesmo com o fim da greve

Foto: Conteúdo l 97News

Faltando menos de um mês para o São João, a confirmação da festa ainda está incerta para diversos municípios do sudoeste. Por causa da paralisação nacional dos caminhoneiros, que encerrou no décimo dia, os prefeitos não têm certeza se os arraiás serão mantidos. Segundo os prefeitos, haverá dificuldades econômicas e, principalmente, a greve impediu a circulação de mercadorias, acarretando em uma diminuição drástica na geração de impostos. De acordo com o presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), Eures Ribeiro, a paralisação está tirando o sono dos prefeitos, obrigando os gestores a encurtar ou até cancelar as festas. Além disso, algumas bandas que faziam parte da programação foram dispensadas para que uma economia de 40% fosse gerada nas despesas da festa. Alguns municípios estão com atraso na entrega dos equipamentos para montagem dos palcos. Outras cidades, com medo da falta de combustível para os geradores ou temendo a queda da arrecadação tributária comprometa os pagamentos, remarcaram a data das festas.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário