ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Jornalista Daniel Simurro morre aos 58 anos em Brumado

Brumado: Há 19 dias município não registra morte por Covid-19

Guanambi: Rui entrega reforma de estrada e autoriza R$ 35 milhões em ações

Brumado: Blogueiro Daniel Simurro é internado após mal súbito em sua residência

Brumado: Sindicato dos Mineradores denuncia assédio moral em empresa de refino de talco

Brumado retoma vacinação de adolescentes com 16 e 17 anos nesta terça-feira (21)

Novas chamas atingem Chapada Diamantina entre Mucugê e Lençóis

Caetité lidera produção mineral baiana em agosto

Em carta, governadores desmentem Bolsonaro sobre alta da gasolina

Brumado: Manifestantes protestam contra Bolsonaro e prefeito Eduardo Vasconcelos em praça pública

Brumado: Após 1 ano e cinco meses, grupos de capoeira retornam com encontros em praças

Brumadenses são presos em Goiás por roubo de carga avaliada em R$ 180 mil

Brumado vacina contra a Covid nesta segunda-feira, pessoas de 12 a 17 anos com comorbidades

Bombeiros continuam em combate a incêndios na Bahia

Brumado: Mulher fica ferida após acidente entre carro e moto no bairro Santa Tereza

Vítima de câncer, morre ator Luis Gustavo aos 87 anos

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Vacina da Pfizer não foi causa provável de morte de adolescente, diz governo de SP

Brumado: Tentativa de homicídio é registrada na Vila Presidente Vargas

Nove cidades sofrem com focos de incêndio na Bahia


Bahia: Produtores de frutas estimam altos prejuízos por causa da greve

Foto: Divulgação

O Vale do São Francisco, região conhecida por ser a maior exportadora de frutas do país, já contabiliza um prejuízo de R$ 570 milhões ao final do décimo dia da greve dos caminhoneiros. A conta foi apresentada na segunda-feira (28), pelo presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Petrolina (SPR), Jailson Lira depois de uma reunião com os produtores. Segundo ele, a paralisação vem atingindo fortemente o setor, que deixou de comercializar nessa semana 40 mil toneladas de uva e 60 mil toneladas de manga, além de mais de 200 mil toneladas de outras frutas, como banana, acerola, mamão e coco, mercadorias que eram voltadas tanto para o mercado interno quanto para o externo. “Com todo esse tempo de paralisação, nossas câmaras frias já estão com a ocupação esgotada, não oferecendo mais espaço para o armazenamento das frutas colhidas recentemente. O resultado são pomares e mais pomares com frutas apodrecendo no campo”, lamentou o presidente. Jailson advertiu também que 80% da safra que deve ser colhida nesta semana poderá ficar comprometida por falta de mercado. “Além de termos cancelados todos os novos pedidos do mercado interno, outro agravante é a falta de combustível para os tratores e pulverizadores, o que pode ocasionar a perda das safras de exportação de setembro e outubro”, acrescentou. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário