ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

PMs de Contendas do Sincorá e Vitória da Conquista são investigados por homicídios em 2018 e 2019

Bahia confirma mais dois casos da varíola dos macacos nesta sexta

Badalado restaurante de Livramento é demolido pelos proprietários após decisão Judicial

Atleta vai representar Brumado no Campeonato Baiano de Karatê em Salvador

Brumado: Câmera flagra homem furtando caixa de som em loja de utilidades do centro; assista

Brumado: 34ª CIPM intensifica segurança e realiza blitz na cidade

Criança de 2 anos e oito meses morre após ser atropelada em Guajeru

Xiaomi apresenta robô humanoide que reconhece tristeza e 'consola'

Carta pela democracia atinge 1 milhão de assinaturas

Preço dos alimentos puxa inflação e salário mínimo é defasado

Justiça manda prender goleiro Bruno por atraso na pensão alimentícia

Acidente deixa três mortos na BA-142 entre os municípios de Ituaçu e Barra da Estiva

Brumado: Audiência discute intolerância religiosa e ataques a religião de matriz africana

Polícia descobre desmanche de carros durante operação em Caetité

Bahia tem nova redução e gasolina fica quase 10% mais barata; em Brumado o valor chega a R$ 5,09

Lacen realiza coleta de sangue de morador de Brumado com suspeita de Monkeypox

Vaca escorrega após invadir farmácia no Oeste da Bahia; vídeo viraliza na internet

'É melhor nos tratarem bem, senão vamos ligar o foda-se', diz Paulo Guedes em resposta à França

Homem é preso em operação de combate à pornografia infantil na Bahia

MP-BA lança cartilha digital que orienta sobre violência doméstica


“60% dos precatórios do Fundef são dos professores”, afirma coordenador estadual da APLB em sua visita a Brumado

O coordenador estadual da APLB/Sindicato, Rui Oliveira garantiu que todos os esforços serão realizados no sentido de fazer valer os direitos dos professores (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

Em visita a cidade de Brumado por ocasião da realização de uma audiência pública promovida pela APLB/Sindicato, o coordenador estadual da instituição, professor Rui Oliveira falou à reportagem do 97NEWS, fazendo questão de enfatizar o ideal da campanha que vem sendo desenvolvida em toda a Bahia a fim de fazer valer o direito dos professores em receber 60% do montante oriundo dos precatórios. Muito consciente, ele logo iniciou destacando que “em 1994 foi criada a comissão para financiamento da educação pública, sendo, institucionalizado em 1996 o Fundef, só que os valores foram sonegados até 2017, o que provocou uma série de ações na justiça por parte dos estados e municípios, que, agora, estão ganhando verdadeiras fortunas, tanto que, só na Bahia deverão ser destinados cerca de R$ 30 bilhões, que deverão ser gastos somente na educação do estado”. Ele continuou a sua argumentação ressaltando que “o próprio governador Rui Costa já nos sinalizou que, caso a verba seja liberada até o dia 30 de junho, o repasse para os professores estaduais acontecerão ainda este ano”. 

 

A audiência não contou com um grande número de participantes (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

Oliveira ainda lembrou que “em 2016 o então prefeito de Sapeaçu, buscando a sua reeleição prometeu que iria destinar R$ 30 mil para cada professor, mas ele acabou não conseguindo a recondução ao cargo, gastando todo o dinheiro, o que abriu um precedente para garantirmos os nossos direitos”. Ele também explicou que “alguns municípios já tiveram os recursos bloqueados, onde os gestores pensaram que a prefeitura é a casa dele, mas, não é assim que as coisas funcionam, os 60% têm que ser repassados para os professores e o restante ser investido no desenvolvimento da educação”. Questionado sobre a situação de Brumado, ele falou que “aqui ainda vamos analisar de forma mais criteriosa a situação, mas, por cima, fomos informados que o município recebeu cerca de R$ 40 milhões dos precatórios do Fundef, então, mesmo que seja de forma prévia, cerca de R$ 24 milhões devem ser destinados aos professores, então, diante disso, vamos concentrar as nossas ações”. Sobre uma possível negativa por parte da gestão, ele respondeu que “iremos utilizar todos os recursos que temos, tanto que já contratamos o melhor escritório de advocacia do país nesse sentido. Estamos muito confiantes e, caso haja resistência, iremos para a greve e para o enfrentamento pacífico, mas não vamos, em momento algum, abrir mão do que é nosso direito”.

Várias lideranças estaduais do sindicato estiveram presentes ao evento (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)


Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário