ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Aracatu: Coelba desativa gatos de energia no município

Bahia: Detran capacita novos coordenadores de unidades de trânsito da capital e do interior

Brumado: Jovem tem bicicleta furtada dentro de casa no distrito de Lagoa Funda

Brumado: Clientes da Oi reclamam que telefones fixo e internet não funcionam

Tremor de terra é registrado em Jacobina

Faustão quebra o silêncio, confirma saída da Globo e não descarta deixar o país

Covid-19: Bahia já recebeu mais de meio milhão de vacinas imunizantes

Brumado confirma 27 novos casos de coronavírus nas últimas 24h

Jogador brumadense assina contrato com o Palmeiras por quatro anos

ONU defende que licenças para produção de vacinas sejam dadas ao Brasil e Índia

Bahia ultrapassa 84 mil pessoas que tomaram 1ª dose de vacina contra a Covid-19

Fura-filas da vacinação não terão direito à segunda dose e poderão ser presos

Morre em decorrência da Covid-19 o médico de 44 anos, Dr. Lívio

New Kenko Purificadores: Beba água de qualidade e garanta a saúde para sua família

Brumado: Sem espetáculos há quase oito meses, circo volta a realizar apresentações ao público

Justiça Federal nega liminar contra prefeito de Candiba que furou fila de vacinação

Falso policial civil é preso por aplicar golpe em Livramento de Nossa Senhora

Super promoção da Loja Império 10: duas peças por somente R$ 15

Brumado: Município recebe 480 doses do imunizante desenvolvido pela universidade de Oxford

RotSat: Rastreamento de veículos ou de sua frota!


“60% dos precatórios do Fundef são dos professores”, afirma coordenador estadual da APLB em sua visita a Brumado

O coordenador estadual da APLB/Sindicato, Rui Oliveira garantiu que todos os esforços serão realizados no sentido de fazer valer os direitos dos professores (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

Em visita a cidade de Brumado por ocasião da realização de uma audiência pública promovida pela APLB/Sindicato, o coordenador estadual da instituição, professor Rui Oliveira falou à reportagem do 97NEWS, fazendo questão de enfatizar o ideal da campanha que vem sendo desenvolvida em toda a Bahia a fim de fazer valer o direito dos professores em receber 60% do montante oriundo dos precatórios. Muito consciente, ele logo iniciou destacando que “em 1994 foi criada a comissão para financiamento da educação pública, sendo, institucionalizado em 1996 o Fundef, só que os valores foram sonegados até 2017, o que provocou uma série de ações na justiça por parte dos estados e municípios, que, agora, estão ganhando verdadeiras fortunas, tanto que, só na Bahia deverão ser destinados cerca de R$ 30 bilhões, que deverão ser gastos somente na educação do estado”. Ele continuou a sua argumentação ressaltando que “o próprio governador Rui Costa já nos sinalizou que, caso a verba seja liberada até o dia 30 de junho, o repasse para os professores estaduais acontecerão ainda este ano”. 

 

A audiência não contou com um grande número de participantes (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

Oliveira ainda lembrou que “em 2016 o então prefeito de Sapeaçu, buscando a sua reeleição prometeu que iria destinar R$ 30 mil para cada professor, mas ele acabou não conseguindo a recondução ao cargo, gastando todo o dinheiro, o que abriu um precedente para garantirmos os nossos direitos”. Ele também explicou que “alguns municípios já tiveram os recursos bloqueados, onde os gestores pensaram que a prefeitura é a casa dele, mas, não é assim que as coisas funcionam, os 60% têm que ser repassados para os professores e o restante ser investido no desenvolvimento da educação”. Questionado sobre a situação de Brumado, ele falou que “aqui ainda vamos analisar de forma mais criteriosa a situação, mas, por cima, fomos informados que o município recebeu cerca de R$ 40 milhões dos precatórios do Fundef, então, mesmo que seja de forma prévia, cerca de R$ 24 milhões devem ser destinados aos professores, então, diante disso, vamos concentrar as nossas ações”. Sobre uma possível negativa por parte da gestão, ele respondeu que “iremos utilizar todos os recursos que temos, tanto que já contratamos o melhor escritório de advocacia do país nesse sentido. Estamos muito confiantes e, caso haja resistência, iremos para a greve e para o enfrentamento pacífico, mas não vamos, em momento algum, abrir mão do que é nosso direito”.

Várias lideranças estaduais do sindicato estiveram presentes ao evento (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)


Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário