ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Abertas inscrições para o curso de Pós Graduação em Gestão em Saúde na UAB

Dupla é detida com drogas de drogas no bairro Dr. Juracy, em Brumado

Há 4 anos sem renovar concessão, 'Embasa atua de modo irregular em Brumado', afirma secretário

Despesas do governo federal com alimentos passam de R$ 1,8 bilhão; só de leite condensado foi quase R$ 15 milhões

Barreiras: Caixão vazio é abandonado em beira de estrada

Brumado: Polícia Civil alerta para cuidados contra crimes de estelionato

SAC adota novo horário de atendimento aos sábados

Brumado registra 49 óbitos por conta da Covid-19, o novo coronavírus

Aracatu: Coelba desativa gatos de energia no município

Bahia: Detran capacita novos coordenadores de unidades de trânsito da capital e do interior

Brumado: Jovem tem bicicleta furtada dentro de casa no distrito de Lagoa Funda

Brumado: Clientes da Oi reclamam que telefones fixo e internet não funcionam

Tremor de terra é registrado em Jacobina

Faustão quebra o silêncio, confirma saída da Globo e não descarta deixar o país

Covid-19: Bahia já recebeu mais de meio milhão de vacinas imunizantes

Brumado confirma 27 novos casos de coronavírus nas últimas 24h

Jogador brumadense assina contrato com o Palmeiras por quatro anos

ONU defende que licenças para produção de vacinas sejam dadas ao Brasil e Índia

Bahia ultrapassa 84 mil pessoas que tomaram 1ª dose de vacina contra a Covid-19

Fura-filas da vacinação não terão direito à segunda dose e poderão ser presos


TSE começa a cadastrar empresas para realizar vaquinhas virtuais

Foto: Reprodução

O período de arrecadação via crowdfunding começa em 15 de maio. A partir desta data os pré-candidatos vão poder usar os sites de financiamento coletivo para levantar recursos para as campanhas. Caso desistam de disputar, terão que devolver o dinheiro aos doadores. A alternativa da “vaquinha” é legítima e bem intencionada, mas será adotada neste ano como um novo experimento. A partir de 2020, o autofinanciamento também terá limite de até 10 salários mínimos e o princípio de fixar um valor igual para todo mundo funcionará melhor. Aí sim, a ‘vaquinha’ será um recurso interessante para o financiamento de campanha, dando mais condições também aos partidos menores. Isso porque, o ponto mais importante das mudanças é a dispersão do financiamento privado, problema que, por enquanto, não está resolvido. Na prática, poucos milionários continuarão detentores do maior volume de financiamento, o que não resolve a corrupção que a lei tentou contornar. As vaquinhas ficarão mais interessantes quando a norma determinar também uma pulverização da fonte e obrigar os candidatos a aumentarem o número de doadores, com valores reduzidos.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário