ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Caminhão tomba em ribanceira e deixa feridos em Conquista

Brumado: Irregularidades em Licitação pode ser um dos motivos de impeachment do Prefeito

Polícia desarticula quadrilha de receptação de caminhões furtados em Guanambi

Brumado: Em patrulhamento pelo bairro Dr. Juracy, Polícia apreende drogas

LEM: Homem é suspeito de agredir companheira e colocar fogo na casa

46ª CIPM inicia campanha contra a violência doméstica na região de Livramento de Nossa Senhora

Embasa lança Agência Virtual com diversos serviços

Auxílio de R$ 600 tira temporariamente 72% da extrema pobreza, diz ministério

Pagamento do Fies está suspenso até dezembro

Hemoba tem estoque crítico de bolsas de sangue por causa de queda nas doações

Faça seu exame de PSA no LAB

Brumado chega a 247 casos do novo coronavírus e 56 em tratamento

Cerca de meia tonelada de maconha é apreendida em Campo Formoso e Curaçá

Rui diz que cidades com aumento de casos da Covid-19 terão medidas mais duras de restrição

Tanhaçu registra primeiros casos de contaminação pelo novo coronavírus

86% das prefeituras baianas estão irregulares na transparência dos gastos com Covid-19, aponta TCM

Homem ateia fogo em residência e tira a própria vida no município de Livramento de Nossa Senhora

Brumado: Mesmo sendo na modalidade 'pregão presencial', população questiona contrato entre Câmara e casa de peças no valor de 122 mil

Pré-candidato a vereador é preso com carro de luxo roubado em Contendas do Sincorá


Malhada de Pedras: ‘Lixão do Capinal’ continua revoltando moradores

Para piorar a situação, colocam fogo no lixo liberando uma fumaça tóxica que prejudica a vida dos moradores (Foto: 97NEWS)

A presença de lixões em algumas cidades do Norte e Nordeste ainda é muito comum, o que comprova a falta de compromisso com as questões ambientais por parte dos governantes. A questão ainda está sob “as vistas grossas” do governo federal, que por meio da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), através da lei de n° 12.305, de 2010, determinou que todos os municípios brasileiros dessem um fim nos lixões a céu aberto e implantassem aterros sanitários, só que prorrogações sistemáticas deixaram o processo no “campo dos sonhos”. Uma nova denúncia enviada à redação do 97NEWS nesta quarta-feira (25) vem comprovar ainda mais essa situação que, infelizmente, ainda é uma realidade, mesmo estando em pleno século XXI. A denúncia foi feita pelos moradores da Comunidade de Capinal Salvador, zona rural de Malhada de Pedras, os quais dizem não suportar mais um grande lixão que está cada vez mais próximo das residências. Segundo especulações, o próprio município estaria despejando o lixo recolhido na cidade, o que é um fator agravante e pode, caso seja comprova, se constituir num crime ambiental. Certo é que a quantidade de lixo vem aumentando de forma significativa, com uma agravante que, no período noturno, pessoas acabam colocando fogo no lixo, criando uma fumaça tóxica que está causando problemas de saúde nos moradores, que já fizeram inúmeras reclamações, mas, até agora, o problema não foi resolvido, muito pelo contrário, só piorou, o que vem comprovar uma falta de consciência ambiental das autoridades sanitárias.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário