ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

PMs de Contendas do Sincorá e Vitória da Conquista são investigados por homicídios em 2018 e 2019

Bahia confirma mais dois casos da varíola dos macacos nesta sexta

Badalado restaurante de Livramento é demolido pelos proprietários após decisão Judicial

Atleta vai representar Brumado no Campeonato Baiano de Karatê em Salvador

Brumado: Câmera flagra homem furtando caixa de som em loja de utilidades do centro; assista

Brumado: 34ª CIPM intensifica segurança e realiza blitz na cidade

Criança de 2 anos e oito meses morre após ser atropelada em Guajeru

Xiaomi apresenta robô humanoide que reconhece tristeza e 'consola'

Carta pela democracia atinge 1 milhão de assinaturas

Preço dos alimentos puxa inflação e salário mínimo é defasado

Justiça manda prender goleiro Bruno por atraso na pensão alimentícia

Acidente deixa três mortos na BA-142 entre os municípios de Ituaçu e Barra da Estiva

Brumado: Audiência discute intolerância religiosa e ataques a religião de matriz africana

Polícia descobre desmanche de carros durante operação em Caetité

Bahia tem nova redução e gasolina fica quase 10% mais barata; em Brumado o valor chega a R$ 5,09

Lacen realiza coleta de sangue de morador de Brumado com suspeita de Monkeypox

Vaca escorrega após invadir farmácia no Oeste da Bahia; vídeo viraliza na internet

'É melhor nos tratarem bem, senão vamos ligar o foda-se', diz Paulo Guedes em resposta à França

Homem é preso em operação de combate à pornografia infantil na Bahia

MP-BA lança cartilha digital que orienta sobre violência doméstica


Alunos de escolas debatem sobre a mobilidade urbana em Brumado

Em algumas vias do centro, postes da rede elétrica tomam conta das calçadas que não passam de 40 cm (Foto: Luciano Santos l 97NEWS)

Andar a pé ou de bicicleta, visto como interesse minoritário por muito tempo, pode ser um desafio em Brumado. A mobilidade ativa vem gradualmente se evidenciando nos debates na redes sociais, especialmente por estudantes. A bicicleta, ainda que de maneira tímida, tem conquistado espaço pelos jovens. Porém, andar a pé continua tão esquecido quanto o planejamento, construção e manutenção das calçadas. Os questionamentos foram enviados a redação do 97NEWS, e muitos perguntaram. "Em décadas de planejamento urbano direcionado ao carro, não está na hora de repensar na humanização de seus espaços que, hoje, apresentam desigual uso do solo?", pergunta um dos alunos. Outra estudante foi além, "afinal, os deslocamentos a pé não recebem infraestrutura adequada. É fácil encontrar falta de sinalização, tempo de semáforo insuficiente ao pedestre, pouca qualidade e espaço das calçadas, ausência de acessibilidade. E não é preciso caminhar ou procurar muito. Aqui em frente a nossa escola tem um orelhão desativado há muitos anos". Comentou a jovem.

O orelhão fica em frente a uma escola particular na Rua Tibúrcio Leite, impedindo que os alunos usem a calçada (Foto: Luciano Santos l 97NEWS)

Mesmo considerando Brumado como cidade de pequeno porte, um internauta comentou, "a disputa da mobilidade a pé com meios motorizados de transporte, já deveria ser coisa do passado. Todos nós entendemos que as cidades são feitas para as pessoas, porém precisamos começar a colocar isso em prática". Quando falamos de Brumado especificamente, o incentivo da mobilidade a pé esbarra em uma cultura de pouco espaço nas calçadas, que chega a ser absurda, antigas construções possuem apenas, 20 ou 30cm de espaço. O que precisamos imediatamente em Brumado é parar de repetir que a cidade não foi planejada no passado, pois isso todo mundo já sabe, precisamos reverberar que mesmo sendo uma cidade que começou andando à cavalo, Brumado se transformará em uma cidade mais humana e mostrará a região sudoeste que as cidades sempre serão o maior espaço de troca e convívio dos seres humanos.

Essa outra via, a TV. Inocêncio Neves o passeio tem apenas 20 cm (Foto: Luciano Santos l 97NEWS)

O então prefeito Eduardo Vasconcelos, desde sua primeira gestão vem mostrando bastante interesse no intuito de fornecer subsídios e diretrizes para o desenvolvimento de legislação e políticas públicas ao pedestre. Além de tudo isso, pode-se afirmar sem medo de erro que carro faz mal à saúde, e não apenas por causa do ar poluído e da poluição sonora. As doenças que o sedentarismo tem provocado, como: hipertensão, obesidade e diabete. Segundo a medicina moderna, o remédio para todos nós, é caminhar e pedalar. Não cura, mas diminui em muito os riscos.

A prefeitura municipal tem solicitado dos comerciantes a instalação de várias rampas de acesso ao cadeirante


Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário