ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Com ouro no salto, Rebeca Andrade é a primeira campeã olímpica da ginástica artística brasileira

Casos ativos da Covid-19 caem pelo 9º dia seguido na Bahia

Estelionatários são presos na Bahia com R$ 1,2 mil em notas falsas

Brumado: 5 pessoas estão hospitalizados por conta da Covid-19

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Butantan pede à Anvisa autorização para aplicar CoronaVac em crianças

Criança de 9 anos fica ferida após ser atacada por pitbull em Brumado

Brumado: Jovem resiste à prisão e quebra vidro de viatura policial com chute

Prefeito de Brumado: Projeto para cobrar taxa de lixo nas zonas urbana e rural é enviado a Câmara

Brumado registra mais uma morte por conta da Covid-19; esse é 191º óbito

Subsecretário da Segurança Pública da Bahia é exonerado

Número de pacientes internados diminui e ocupação se estabiliza abaixo de mil na Bahia

Anagé: Sétimo 'cigano' suspeito por homicídio de PMs em Conquista morre em ação policial

Orthodontic celebra 5 anos de sucesso e parcerias em Brumado

TJ-BA cria núcleo para combater conflitos e disputas de terras no estado

Vitória da Conquista: Viralizou na internet o vídeo em que criança reclama de diácono durante batizado; 'Não está sabendo batizar, não?'

Receita Federal paga 3º lote de restituição nesta sexta-feira

Brumado: Homem pelado é visto andando tranquilamente na Avenida Lindolfo Azevedo Brito

Imagens ajudam Polícia Civil na conclusão das investigações que apreendeu quase 90 kg de maconha em Brumado

Brumado chega aos 9.517 casos confirmados de Covid-19


Vazamento de comunicado interno causa constrangimento para o Facebook

(Reprodução)

Um comunicado interno do Facebook vazou para o público, causando constrangimento para a rede social. No documento é dito que tudo que se fez para a empresa crescer foi justificado e que isso seria uma "verdade inconveniente". O autor do texto diz que tudo não passou de apenas uma "provocação". O executivo Andrew Bosworth escreveu o memorando em 18 de junho de 2016. O texto foi revelado pelo site Buzzfeed, que afirma que a declaração do executivo se aplicaria mesmo a situações em que pessoas poderiam morrer como resultado de bullying ou terrorismo. "É um fato que nós conectamos mais pessoas. Isso pode ser ruim se usuários transformarem o conteúdo em algo com efeito negativo. Talvez custe uma vida ao expor alguém a bullying. Talvez alguém morra em um ataque terrorista coordenado com nossas ferramentas. E, ainda assim, nós seguimos conectando pessoas.", escreveu Bosworth. Tanto ele quanto o presidente da companhia, Mark Zuckerberg, negaram de fato crer nisso, mas o vazamento pode minar os esforços do Facebook para conter outro escândalo. O Facebook está sob intensa vigilância dos usuários da rede desde que admitiu ter recebido relatórios informando que uma consultoria política, a Cambridge Analytica, não havia destruído os dados coletados de cerca de 50 milhões de usuários há alguns anos.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário