ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: SMTT realiza ações na 'Semana Nacional de Trânsito 2021'

Números de Covid na Bahia não são divulgados por falha no sistema do governo federal

Município de Guanambi é condenado a indenizar donos de carro atingidos por queda de árvore

Foi preso em SP o suspeito de cometer latrocínio em Paramirim

Brumado: Parentes, amigos e colegas dão último adeus a Daniel Simurro

Osmar Botelho é o novo presidente da Auditoria Pública Cidadã Baiana

Mais de 600 mil doses de vacinas serão distribuídas na Bahia nesta terça

Brumado: Venha conhecer a loja Império Utilidades

Jornalista Daniel Simurro morre aos 58 anos em Brumado

Brumado: Há 19 dias município não registra morte por Covid-19

Guanambi: Rui entrega reforma de estrada e autoriza R$ 35 milhões em ações

Brumado: Blogueiro Daniel Simurro é internado após mal súbito em sua residência

Brumado: Sindicato dos Mineradores denuncia assédio moral em empresa de refino de talco

Brumado retoma vacinação de adolescentes com 16 e 17 anos nesta terça-feira (21)

Novas chamas atingem Chapada Diamantina entre Mucugê e Lençóis

Caetité lidera produção mineral baiana em agosto

Em carta, governadores desmentem Bolsonaro sobre alta da gasolina

Brumado: Manifestantes protestam contra Bolsonaro e prefeito Eduardo Vasconcelos em praça pública

Brumado: Após 1 ano e cinco meses, grupos de capoeira retornam com encontros em praças

Tem novidade na Gel Sol, sua representante Intelbras na Bahia


Educação, Saúde e Casa Civil ganham novos ministros

A Presidência da República anunciou oficialmente nesta quinta-feira (30) a ida do atual ministro da Educação, Aloizio Mercadante, para a chefia da Casa Civil; e a escolha do atual secretário de Saúde de São Bernardo do Campo (SP), Arthur Chioro, para assumir o Ministério da Saúde. No lugar de Mercadante, assumirá o atual secretário-executivo do MEC, José Henrique Paim. A posse dos novos ministros está marcada para a próxima segunda-feira (3), às 11h. Já as transmissões de cargo serão feitas em cada um dos ministérios no mesmo dia, à tarde. No momento do anúncio, feito por meio de nota divulgada pela Secretaria de Comunicação Social, a presidente Dilma Rousseff estava no Palácio da Alvorada. Ao menos outros sete ministros atualmente no governo também devem deixar seus postos para se candidatar. São eles: Fernando Pimentel (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), Antônio Andrade (Agricultura), Aguinaldo Ribeiro (Cidades), Maria do Rosário (Secretaria de Direitos Humanos), Pepe Vargas (Desenvolvimento Agrário), Gastão Vieira (Turismo) e Marcelo Crivella (Pesca). Além dessas pastas, há também expectativa de troca do comando da Secretaria de Relações Institucionais, ocupada atualmente por Ideli Salvatti, responsável pela articulação política com o Congresso. Essa segunda etapa da reforma ministerial, que deve reacomodar no Executivo os partidos que compõem a base de apoio ao governo Dilma, deverá ser anunciada posteriormente.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário