ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado já registrou 400 furtos de placas de sinalização de trânsito, diz SMTT

Ministério da Saúde suspende por cautela vacinação para adolescentes de 12 a 17 anos

Bahia: Caetité, Jacobina e Itagibá reuniram 51% da produção mineral em agosto

Em audiência pública, Prefeitura apresenta proposta do Orçamento 2022

Brumado: Horta comunitária vira exemplo de inclusão social e produtiva em Pedra Preta

Itapetinga: Polícia recupera animais furtados avaliados em mais de R$ 100 mil

Coruja branca aparece no centro de Brumado e é resgatada por populares

Relatório mostra efeito da pandemia no mercado de shows no Brasil

Vacinação contra Covid segue para pessoas com 17 anos ou mais em Brumado

Dia 'D' da Campanha Antirrábica será no próximo sábado (18)

Brumado: Casos ativos de Covid-19 continuam caindo no município

Ituaçu: Justiça determina abertura de CPI para investigar supostas irregularidades na prefeitura

Brumado: Incêndio é controlado com ajuda de videomonitoramento e caminhão pipa

Com cesta básica consumindo até 47% do salário mínimo, brumadenses diminuem compras no supermercado

RotSat: 15 de Setembro - Dia do Cliente

Conquista: Polícia prende homem de 37 anos por tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e fraudes bancárias

Sindicato dos Bancários distribui mais de uma tonelada de alimentos em Brumado e Livramento

Brumado registra menos de 100 casos ativos por conta da Covid-19

Leilão virtual do Detran-BA disponibiliza 491 lotes de veículos conservados e sucatas

Com cerimônia realizada em Conquista, Major Leila toma posse como nova comandante da 34ª CIPM de Brumado


Por conta do apagão, Coelba é notificada pelo Procon-BA

Foto: divulgação

A Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba) foi notificada pelo Procon-BA, órgão da Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, na manhã desta sexta-feira (30) por conta do apagão ocorrido no último dia 28.

A Coelba tem um prazo de cinco dias para apresentar, no órgão, as devidas informações sobre os motivos que ocasionaram o apagão no estado da Bahia. A companhia também deve expor quais as providências cabíveis que estão sendo proporcionadas para resolver os problemas gerados aos consumidores.

De acordo com o Superintendente do órgão, Ricardo Maurício Freire Soares, “o consumidor tem direito a uma prestação eficiente dos serviços públicos essenciais, como é o caso do fornecimento de energia elétrica, além da possibilidade da reparação dos danos causados pela fornecedor, tendo em vista a sua responsabilidade objetiva, consagrada no Código de Defesa do Consumidor (CDC). Qualquer consumidor baiano pode dirigir-se ao Procon para orientações ou registro de queixa, caso tenha sofrido qualquer prejuízo decorrente do apagão”,  ressaltou.

Por: Correio da Bahia



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário